Música
Nelson de Souza Lima » Música
1 mês atrás

Zeca Baleiro no Tom Brasil

O Tom Brasil recebe o cantor, compositor e instrumentista Zeca Baleiro para uma única apresentação no dia 2 de outubro. Maranhense de Arari, Baleiro finalmente chega à casa da zona sul para mostrar seu espetáculo adiado várias vezes por causa da Covid-19.

Zeca Baleiro no Tom Brasil
Foto: Divulgação

Ao que tudo indica o arrefecimento da pandemia deixou o músico animado para esta retomada de atividades. “Esperem surpresas, pois vai ter”, atesta Baleiro. Quem já conferiu um show do maranhense sabe que diversão e surpresas são certas e alicerçadas numa carreira de mais de trinta anos.

Apesar da estreia discográfica ter ocorrido apenas em 1997 com “Que Fim Levou Stephen Fry?” sua trajetória iniciou uma década antes ao escrever e musicar o espetáculo infantil “Quem Tem Medo de Curupira?”. Aliás, Zeca Baleiro pode ser considerado o “Rei dos Baixinhos” pois sua produção voltada aos pequenos também é considerável. Com “Zoró (Bichos Esquisitos) Vol. 1, de 2014, ele faturou o 26º Prêmio da Música Brasileira, categoria Melhor Álbum Infantil. Sem medo de ousar o maranhense traz um mosaico de ritmos tradicionais brasileiros como samba e baião e elementos do rock, pop e música eletrônica.

Entre os parceiros estão gigantes como Arnaldo Antunes, Chico César, Fagner, Zé Ramalho, Genival Lacerda e Zeca Pagodinho. Em 2020 lançou “Canções d’ Além Mar”, voltado ao cancioneiro português. Para este show não devem faltar “Lenha”, “Telegrama”, “Flor da Pele”, “Quase Nada”, “Sete Vidas” e “Por Minha Rua”. No repertório também constam releituras como “Proibida Pra Mim”, do Charlie Brown Jr.

Serviço
Zeca Baleiro
Data: 2 de outubro – 22 horas
Local: Tom Brasil – Rua Bragança Paulista, 1281
Classificação: 16 anos
Ingressos: a partir de R$ 109,00
Inf: www.grupotombrasil.com.br/zecabaleiro/

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?