Auto News
Gustavo Lopes Evangelista » Auto News
3 semanas atrás

Yamaha NMAX 160 2018 tem preço baixo e surpreende no desempenho

Yamaha NMAX 160 2018 tem preço baixo e surpreende no desempenho

Pensando em quem busca agilidade e praticidade para enfrentar o trânsito urbano, a Yamaha lançou em 2016 o scooter “Yamaha N-Max”. E agora, em 2018, ele continua fazendo sucesso entre os amantes de duas rodas.

Desempenho e Comportamento

A N-Max é equipada com um motor 4 tempos SOHC monocilíndrico de 155,09 cm³ e potência de 15,1 cv a 8.000 rpm. Esses números impressionam e dão ao scooter um desempenho com ótimas retomadas e arrancadas, dando a sensação de pilotar uma moto mais potente e ágil.

Diferente dos scooters antigos que apresentavam um alto nível de vibração, a N-Max se mostra bastante suave e confortável, mesmo em ruas esburacadas e com asfalto irregular. Isso se deve graças as rodas aro 13″ e a suspensão com um bom curso para um scooter.

Mas quando pilotada em uma rodovia a Yamaha N-Max exige um pouco mais de atenção, isso porque quando se trafega entre carros e caminhões em alta velocidade, sua estabilidade fica um pouco comprometida. Mas ela vai bem em viagens mais curtas.

Pontos Fortes

Os scooters foram desenvolvidos para uso urbano, no dia-a-dia, e nesse ponto a Yamaha N-Max se destaca. Lançada inicialmente para concorrer com a líder de mercado na época, a Honda PCX, a N-Max é prática e agrada muito. Sua posição de pilotar é bastante confortável e oferece ainda apoio para os pés em duas posições. Banco largo acomoda tranquilamente e confortavelmente o piloto e o garupa.

Um ponto a se destacar é o consumo. A N-max se mostra bastante econômica com números na casa de 35 a 40 km/litro. Seu tanque de 6,6 litros de capacidade garante uma autonomia de quase 250km.

Outro ponto positivo são os espaços para guardar itens. Sob o banco há um compartimento com espaço suficiente para guardar inclusive algumas compras do supermercado. Além de pequenos porta objetos espalhados pela carenagem, facilitando o acesso a objetos como celular e carteira.

Itens e Equipamentos

A suspensão se mostra bastante eficiente na N-Max, com suspensão traseira do tipo “motor balança” com curso de 90 mm e o garfo telescópio com 100 mm de curso na roda dianteira. Esse conjunto entrega uma suspensão bem calibrada e confortável.

O sistema de freios conta com ABS, de série na N-Max, com uma frenagem equilibrada e eficiente.

A Yamaha N-Max conta com um painel instrumental multifuncional, com tela em LCD, iluminação em LED, com recurso anti-reflexo dando uma ótima visibilidade às informações apresentadas. Bem completo o painel de instrumentos conta com indicador de pilotagem ECO, relógio, indicadores de troca de óleo e correia do sistema CVT e informações de medidor de combustível e velocidade.

Cores

A Yamaha N-Max é oferecida em 3 opções de cores:

  • S-White (Branco Metálico)
  • Matt Red (vermelho fosco metálico)
  • Preto Eclipse (preto metálico)

Preço

O valor sugerido pelo site da montadora é de R$ 11.990,00 e conta ainda com preços fixos de revisão.

Ficha Técnica

  • Motor: monocilíndrico, 155,09 cm³, SOHC, 4 tempos, refrigeração líquida
  • Diâmetro e curso: 35,8 mm x 58,7 mm
  • Taxa de compressão: 10,5:1
  • Potência: 15,1 cv a 8.000 rpm (gasolina)
  • Torque: 1,46 kgfm a 6.000 rpm (gasolina)
  • Alimentação: injeção eletrônica
  • Transmissão: CVT
  • Sistema de Partida: elétrico
  • Chassi: Underbone
  • Suspensão dianteira: garfo telescópico com 100 mm de curso
  • Suspensão traseira: motor balança com 90 mm de curso
  • Freio dianteiro: a disco, com 230 mm de diâmetro
  • Freio traseiro: a disco, com de 230 mm de diâmetro
  • Pneu dianteiro: 110/70 aro 13”
  • Pneu traseiro: 130/70 aro 13”
  • Comprimento: 1,95 m
  • Largura: 74 cm
  • Altura: 1,11 m
  • Distância entre-eixos: 1,35 m
  • Distância mínima do solo: 13,5 cm
  • Altura do assento: 76,5 cm
  • Peso: 127 kg
  • Capacidade do Tanque: 6,6 litros

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?