Artigo
Dr. Fabio Cenachi » Artigo
9 meses atrás

Vítimas da hiprocrisia

Tenho buscado uma palavra que consiga expressar com alguma fidelidade a impressão formada perante a realidade desse País. E observe, falar em realidade é se tornar mais do mesmo, um comentarista raso, leviano, tratando da cor do cavalo branco de Napoleão.

Vítimas da hiprocrisia
(Imagem: reprodução)

O cotidiano, a história que se constrói no avançar do calendário é complexa, tanto no sentido que revela dificuldade, quanto no sentido de composição diversa e fragmentada. Muitos aspectos a serem analisados e considerados. Um deles, sem dúvida, é a subversão moral, cuja abrangência também é enorme, desde assuntos pertinentes à corte constitucional do País, até a criminalidade ordinária que assola grandes e pequenas cidades por todos território.

Nesta semana por exemplo, alguém me remeteu um vídeo de um garoto, bem vestido, numa casa aparentemente bem cuidada, limpa, se apresentando como um “DJ” ou “MC”, na versão mais moderna, fazendo uma perfeita apologia ao assassinato de policiais. Portando um revólver importado de calibre proibido – “Quartel de criminoso, facção veio po Mato Grosso pa mata polícia….o bagulho aqui tá loco a paz fugiu de Sorriso…sangue no asfalto é de polícia não é de ladrão”… uma série de circunstâncias absurdas que referem uma absurda inversão de valores indescritível.

Furtos, roubos, o próprio tráfico empregando uma grande quantidade de adolescentes e até mesmo crianças. E não nos iludamos, quantos de nós titubearia, por exemplo, em comprar aquele telefone de última geração vendido ali na esquina sem nota fiscal, sem caixa, que acabou de ser trocado por seu antigo proprietário… trocado à força, por ter sido roubado. Aquele entorpecente que o rapazinho compra para o final de semana? Vítimas da própria hipocrisia.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?