Franco da Rocha
1 semana atrás

Visitantes de presos foram flagradas com drogas em potes de sobremesa

Visitantes de presos foram flagradas com drogas em potes de sobremesa
Drogas estavam escondidas nos potes de sobremesa (Divulgação/SAP)

As investidas de visitantes a detidos em presídios de São Paulo continuam na tentativa de entrar com drogas e demais objetos nas cadeias.

Em Franco da Rocha, nos dias 12 e 13 deste mês, foram vários flagrantes. O que mais chamou a atenção foi a tentativa de entrar de camuflar os entorpecentes em uma sobremesa de chocolate.

De acordo com a SAP, Secretaria de Administração Penitenciária, na unidade II “Nilton Silva”, a mãe de um dos sentenciados foi surpreendida após revista no scanner corporal em posse de 209 gramas de maconha introduzidos em sua genitália. No mesmo dia, outra visitante, também foi flagrada tentando entrar da mesma forma com 117 gramas de maconha.

Já na Penitenciária III “José Aparecido Ribeiro”, no domingo, 13, três companheiras de sentenciados da unidade foram pegas pelos agentes tentando entrar com ilícitos. Elas foram surpreendidas durante revista da alimentação feita pelos funcionários com auxílio de Raio X. Com uma delas, foi encontrado dentro de embalagem de sobremesa de chocolate 52 gramas de maconha e 103 gramas de cocaína.

Outra visitante tentou burlar a vigilância da mesma forma com 41 gramas de maconha e 129 gramas de cocaína. A última também tentou entrar com 202 gramas de cocaína e com mais 93 gramas de maconha no cós da calça.

Em todos os casos, os visitantes flagrados tentando entrar com ilícitos são levados para delegacias de polícia locais para registro da ocorrência e demais providências administrativas e legais. Todos foram suspensos do rol de visitas, como de praxe. Os presos que receberiam os ilícitos foram isolados e respondem a Procedimento Apuratório Disciplinar.

 

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?