Bem Estar e Saúde
3 semanas atrás

Visita ao dentista deve ser regular

A cada Dia do Dentista, celebrado em 25 de outubro, lembramos que é muito importante cuidar da saúde bucal e do sorriso. A data celebra o profissional dedicado aos cuidados e saúde da boca humana, tratando desde cáries até problemas mais graves.

Visita ao dentista deve ser regular
(Foto: Reprodução)

A dor de dente, por exemplo, é uma questão que afeta boa parte da população em qualquer faixa etária. Geralmente esse incômodo costuma surgir de maneira repentina e é considerado por muitas pessoas uma das piores sensações, chegando a se tornar insuportável.

São inúmeras as causas da dor de dente. Normalmente, ela ocorre quando há uma inflamação na polpa dentária, que é a estrutura interna composta por terminações nervosas, receptores de dor e vasos sanguíneos. Consequentemente, ela proporciona um incômodo para a pessoa podendo ser no próprio dente ou em locais próximos a ele, abrangendo a face e o maxilar, já que dor de dente tem motivos variados.

Causas
Dentre as causas, a cárie é a que mais acomete a saúde bucal. Ela é motivada por bactérias que desmineralizam o esmalte e destroem a dentina. Esses germes vivem naturalmente na nossa boca e utilizam o resto de alimentos para crescer e transformá-los em ácidos. Em estágio mais avançado, a cárie atinge a segunda camada do dente e, se não for tratada, penetra na polpa, onde se localizam as terminações nervosas que provocam a dor.

A sensibilidade é outra causa comum. A dentina é revestida pela gengiva e o esmalte do dente e, quando há o desgaste do esmalte ou retração da gengiva ocasionada por traumas ou escovação muito forte, a dentina fica exposta. Com isso, substâncias que entram em contato com os dentes, principalmente alimentos muito quentes ou frios, tendem a ficar próximos das terminações nervosas, aumentando a sensibilidade dos dentes.

A inflamação da gengiva também configura como problema. Ela é gerada pela má higienização que causa o acúmulo de bactérias e a gengivite, sendo o primeiro estágio da inflamação. Com o avanço da inflamação, pode haver a retração da gengiva e exposição da raiz do dente, deixando a região bastante sensível, ou ainda evoluir para uma periodontite e criar um espaço entre o osso e o dente, afetando diretamente os nervos e causando dores insuportáveis.

As fraturas também levam a dor. Muitas vezes, comer algum alimento mais duro, ranger os dentes ou, até mesmo, levar uma pancada próxima da boca pode resultar em uma despercebida rachadura no dente. Porém, com o passar do tempo, ela pode causar sensibilidade e dor.

Por fim, estão os problemas no siso. Conhecida como pericoronarite, o processo inflamatório dos tecidos moles que circundam o siso também causa dor de dente. Isso acontece devido ao mau posicionamento do osso, que geralmente faz pressão na gengiva ou nos ossos maxilares, causando desconfortos e dores.

Portanto, ao sentir dor de dente, o ideal é procurar com a maior rapidez o dentista. Após o diagnóstico, o desconforto deve ser tratado o mais rápido possível a fim de evitar o surgimento de infecções. Dessa forma, investir em prevenção, higiene bucal e manter uma rotina de vistas a cada seis meses ao dentista é a melhor forma de não correr o risco de ser surpreendido por uma dor desconfortável e repentina.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?