Política
9 meses atrás

Vazamento de áudios contraria explicação de presidente

A demissão de Gustavo Bebianno da Secretaria-Geral da Presidência da República ganhou novos capítulos com o vazamento de áudios que coloca em xeque os argumento do presidente Jair Bolsonaro para demiti-lo.

Vazamento de áudios contraria explicação de presidente
(Foto: Reprodução)

Nos bastidores dessa crise, houve uma intensa troca de mensagens escritas e de áudio, todas via WhatsApp, entre o presidente e o agora ex-ministro. Nelas, os dois trocam farpas, acusações e se desentendem sobre quase tudo. Desde o início da conversa, o estado de ânimo de cada um é diferente: Bolsonaro mostra-se irritado e impaciente, enquanto Bebianno tenta pacificar as coisas.

A relação entre eles estava estremecida desde que o jornal Folha de S. Paulo revelou um esquema de candidaturas laranjas do PSL, partido de Bolsonaro que foi presidido por Bebianno no ano passado. Mas o filho do presidente, Carlos, nunca teve simpatia por Bebianno, a quem atribui o fato de não ter conseguido controlar a área de comunicação do governo. Sabe-se que Carlos não fazia nenhuma questão de esconder do pai sua animosidade com o ministro.

A crise agravou-se na quarta-feira 13, quando o jornal O Globo trouxe uma declaração de Bebianno negando qualquer crise no governo e dizendo que, no dia anterior, havia falado com o presidente “três vezes”.

As informações e áudios foram divulgados pelo site Veja.com. Confira:

Áudio 1

Áudio 2

Áudio 3

Áudio 4

Áudio 5

Áudio 6

Áudio 7

Áudio 8

Áudio 9

Áudio 10

Áudio 11

 

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?