Cotidiano
2 meses atrás

Uso do 13º salário pede planejamento

Na próxima segunda-feira, 30, trabalhadores com carteira assinada recebem a primeira parcela do 13º salário. A grana extra esperada por muitas pessoas pode servir para quitar dívidas, fazer compras, e investir, mas tudo requer planejamento.

Uso do 13º salário pede planejamento
Reprodução/Pixabay

Até mesmo os que fizeram acordos de redução de jornada e de salário por conta da pandemia receberão o abono de forma integral. O mesmo não acontece com os que passaram por suspensão temporária do contrato de trabalho. Neste caso, os valores da gratificação natalina e das férias deverão ser calculados de forma proporcional ao tempo de serviço efetivo. Os detalhes foram divulgados em uma nota técnica pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia.

Quem busca orientação sobre o que fazer com grana, a dica de especialistas é para não sair gastando com o que vê pela frente, mas sim de que forma o dinheiro a mais pode ajudar a se livrar de questões financeiras, como débitos que se arrastam e deixam o nome negativado. Portanto, quitar ou renegociar as dívidas devem estar entre as prioridades.

A dica é deixar de lado aquelas que já estão planejadas no orçamento e priorizar pelas dívidas mais caras, ou seja, as que têm taxas de juros maiores, como crédito rotativo do cartão de crédito e cheque especial. As despesas do início do ano como IPVA, IPTU, material escolar e férias não devem ser esquecidas e precisam constar no planejamento orçamentário de família.

Por fim, consumir com inteligência é sempre um bom negócio, alertam educadores financeiros. Portanto, utilizar o 13º salário para as compras não é nenhum crime se você estiver sem dívidas e com uma reserva de emergência. O importante é usar a renda extra de forma consciente. A segunda parcela deve ser paga pelas empresas até 20 de dezembro.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?