Política
1 mês atrás

TSE faz protocolo para dia de votação na pandemia

No dia 15 de novembro, os eleitores brasileiros vão retornar às urnas para eleger prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Este ano, por conta da pandemia, será necessário tomar alguns cuidados para evitar a contaminação pela covid-19.

TSE faz protocolo para dia de votação na pandemia
Foto: Reprodução/Pixabay)

O TSE, Tribunal Superior Eleitoral, elaborou uma série de medidas que devem ser respeitadas nos dias do pleito para garantir a segurança em meio à pandemia do novo coronavírus.

Os eleitores só poderão entrar nos locais de votação se estiverem usando máscaras. Não será permitido se alimentar, beber ou realizar qualquer ato que exija a retirada da máscara.

As mãos deverão ser higienizadas com álcool em gel antes e depois de votar. O produto será disponibilizado nos locais de votação. O TSE recomenda que o eleitor leve sua própria caneta para assinar o caderno de votação.
A distância de um metro entre as demais pessoas que estivem na sala também deverá ser mantida. Serão feitas marcações no chão com adesivos para indicar o distanciamento correto. O processo de identificação por biometria não será usado nas eleições deste ano para evitar a contaminação.

A Justiça Eleitoral recomenda que os eleitores com sintomas de covid-19 não devem comparecer ao local de votação. A justificativa de falta não será feita presencialmente para evitar aglomerações. Pelo aplicativo e-Título, será possível fazê-la sem sair de casa.

Horário de votação

O tempo da votação foi ampliado em uma hora. As seções ficarão abertas das 7 às 17h. Das 7h às 10h será mantido horário preferencial para que pessoas com mais de 60 anos possam votar. Nas eleições passadas. a votação começava às 8h e terminava às 17h.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?