Artigo
Dr. Fabio Cenachi » Artigo
1 mês atrás

Trilhas para o futuro

Numa tarde dessas de domingo, sentado na frente da tela em branco, imaginava o futuro de nosso país, os rumos pelos quais nossos jovens vão trilhando, a guia, no sentido de coleira ou rédea, tecnológica que vem pautando seu comportamento. Uma moralidade cada vez mais alternativa, de conceitos imediatos e difusos, sedimentados e revalidados por uma comunidade que inconscientemente tem que parecer, ao invés do ser. Sem qualquer receio de ser compreendido como retrógrado, arcaico, não posso deixar de lembrar da história do conhecimento humano, aperfeiçoada com metodologia, profundidade, muita coragem, e até mesmo sofrimento.

Trilhas para o futuro
(Imagem: Reprodução)

Nossos filhos criados dentro de conceitos religiosos, sejam eles quais forem, com responsabilidades, todavia nem por isso menos amados ou agredidos, como contraditoriamente temos vistos mais e mais em nossos jornais. Claro que a velocidade da informação e a facilidade de sua circulação evidentemente favorecem a divulgação de lamentáveis fatos, mas depois de algumas décadas de uma estrada, algo tortuosa, ouso acreditar que algo tenha mudado para pior, apesar de uma legislação cada vez mais específica, nem por isso produzida com algum esmero diferente daquele típico da produção legislativa pós constituição de 88.

O fato, amigos, é que quem ama educa, como diria o terapeuta, ensina, atribui responsabilidades, ensina o valor da ética, muito embora talvez nem se possua uma ideia formal da grandiosidade do conceito. Respeito e responsabilidade são conceitos ensinados há mais de dois mil anos, e ainda não absolutamente compreendidos por essa racinha de gente que vê no outro a responsabilidade pelos seus revezes. Nossos filhos esperam que cumpramos nossos papéis, e nossa Pátria precisa que o façamos. Feliz dia das crianças. Feliz Brasil.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?