Cotidiano
2 semanas atrás

Teto do ICMS foi acatado pelo Congresso e segue para sanção do presidente

O projeto que limita o teto para o ICMS, Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, que incide sobre combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo, foi aprovado pela Câmara dos Deputados na quarta-feira, 15, e agora segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Teto do ICMS foi acatado pelo Congresso e segue para sanção do presidente
Foto: Pixabay/Reprodução

O ICMS é um imposto estadual, compõe o preço da maioria dos produtos vendidos no país e é responsável pela maior parte dos tributos arrecadados pelos estados.

Pelo texto aprovado pelo Congresso, esses produtos coletivos passam a ser classificados como essenciais e indispensáveis, o que proíbe estados cobrarem taxa superior à alíquota geral de ICMS, que varia de 17% a 18%, dependendo da localidade.

Durante a tramitação do projeto no Congresso Nacional, governadores de diversos estados criticaram a proposta, afirmando que a limitação do ICMS causaria perda de arrecadação de cerca de R$ 100 bilhões.

Siga o Rnews nas redes sociais

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?