São Paulo
5 meses atrás

Sujeira deixada em calçadão atrai ratazanas e gera revolta em Perus

Quem passa pelo calçadão que dá acesso a estação de trem de Perus, São Paulo, não sabe mais o que fazer para desviar das ratazanas e sujeira deixada por pessoas que se acharam no direito de armar barracas no local e comercializar frutas, legumes e outros produtos.

Sujeira deixada em calçadão atrai ratazanas e gera revolta em Perus
Restos de alimentos comercializados sob viaduto estão atraindo ratazanas e emporcalhando o local (Arquivo Pessoal)

A ação, segundo os cidadãos sem fiscalização, ocorre há meses e atinge ainda a calçada sob o viaduto Ulisses Guimarães. A principal reclamação consiste na sujeira deixada nesses espaços após a realização da feira.
“Não somos contra a feira. Mas é inadmissível ver uma imundície dessa, com pessoas trabalhando de maneira irregular sem pensar no coletivo, e pior, deixando restos de comidas que atraem ratos gigantes para o local”, disse Wilma Santos.

Restos de alimentos comercializados sob viaduto estão atraindo ratazanas e emporcalhando o local (Arquivo Pessoal)

Restos de alimentos comercializados sob viaduto estão atraindo ratazanas e emporcalhando o local (Arquivo Pessoal)

De acordo com Osvaldo Martins, a feira está autorizada a ocorrer apenas as sextas-feiras, mas está sendo realizada todos os dias em meio a imundície que cerca o espaço sob o viaduto e o calçadão. “Existe um dia certo para a realização da feira oficial. Mas com o tempo um chegou e montou uma banquinha vendendo banana, logo apareceu outro vendendo morango e se transformou em uma feira livre e sem fiscalização. Na sexta, juntam as duas e fica intransitável”, declarou.

Os cidadãos também disseram que já recorreram a Regional de Perus, mas não tiveram resposta. “Isso é falta de educação e respeito com nós moradores. As autoridades não tomam providências e esse povo que trabalha e suja a calçada tem obrigação de fazer pelo menos a limpeza antes de irem embora. Não custa nada recolher o lixo em sacos preto e deixar todos arrumado para o coletor pegar. Isso não é um nenhum favor e sim uma obrigação”, falou Leila dos Santos.

Em busca de esclarecimentos, o jornal Regional News entrou em contato com a prefeitura Regional de Perus. A assessoria de imprensa informou que homologou recentemente a “Comissão Permanente de Ambulantes” para melhorar a comunicação e as tratativas junto aos mesmos. Paralelamente, a Guarda Civil Metropolitana mantém sua base móvel no local, a fim de coibir o comércio irregular. Também alegou que as equipes de zeladoria executam a limpeza e varrição no espaço diariamente, além da lavagem semanal.

Deixe seu comentário

Nota do Editor: Os comentários não são editados e são de responsabilidade dos autores. Não refletem a opinião do jornal Regional News.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?