Editorial
2 meses atrás

Sócios majoritários dos salários dos brasileiros

Pagar e não levar o produto. Essa é a sensação dos brasileiros pagadores de impostos. São tantos os tributos sem retorno ao cidadão que fica difícil manifestar tamanha indignação. Para se ter ideia, a carga tributária do Brasil é igual a das principais economias do mundo, repletas de serviços públicos de qualidade, postura que jamais se compara ao retorno dado ao povo brasileiro nesse sentido.

Sócios majoritários dos salários dos brasileiros
(Foto: Reprodução)

Aproveitando o Dia dos Pais celebrado recentemente, podemos dizer que o maior beneficiado com as compras realizadas pelos cidadãos foi o grande pai: o estado brasileiro. Sim, são tantos impostos embutidos em produtos adquiridos para presentear, que além dos lojistas, quem mais comemora são os recolhedores de tributos.

Poderia ser diferente. Afinal se houvesse a volta em benefícios, as pessoas até pagariam, com gosto, se sentisse que em troca, haveria educação de qualidade, serviço de saúde pública eficiente, segurança para passear em paz com a família em parques sem risco de assalto, entre outros benefícios que são direito de quem paga impostos.

Ironicamente, além de não ver a contrapartida obrigatória ainda se engole os escândalos das malas recheadas de dinheiro vindos da corrupção. É uma pena saber que a farra de ilegalidade e imoralidade é sustentada pelo imposto que está no preço das compras que nós fazemos, com muito suor e trabalho.

Do outro lado está quem arrecada e parece não se importar por buscar meios de contribuir. Pelo contrário, cobram mais impostos e não entendem que assim desestimulam a atividade econômica que gera impostos, a ponto de deixar os geradores de empregos desestimulados, derrubando também a arrecadação dos impostos.

Apenas para comparar, em curva positiva, os EUA reduziram os tributos e como resultado teve crescimento de emprego nos últimos tempos. Mas por aqui, ao invés dos impostos custearem gastos públicos de qualidade, sustentam um estado gordo nos três poderes, cheio privilégios e pouco eficiente. Para completar a tirania, a injustiça social se apresenta, quando alguém de menor renda paga esses impostos embutidos. Na verdade, esse pequeno é o que mais sofre porque, para ele, a carga tributária fica muito mais pesada.

Na verdade isso está bem claro para o consumidor, mas falta união e até responsabilidade em pressionar os poderes, sócios majoritários dos salários dos brasileiros que tenham mais eficiência e menos gastos consigo mesmo.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?