Franco da Rocha
1 mês atrás

Semáforo recebe críticas na Vila Bazu

A busca por alternativas para organizar o trânsito nem sempre é bem aceita pela população que gostaria de ser ouvida antes que qualquer obra seja executada. Como são as pessoas que utilizam as vias diariamente, podem ajudam na busca por solução, porém nem sempre são consultadas e o resultado e o disparo de críticas.

Semáforo recebe críticas na Vila Bazu
(Foto: Regional News)

Foi o que aconteceu com a instalação de um semáforo para organizar o tráfego da Avenida São Paulo e a Rua Tiradentes, na Vila Bazu. A maioria não se mostra contra o equipamento, mas a maneira que está sendo operado. “Faltou estudo para saber que é uma via estreita, que alaga e a todo momento tem motoristas de caminhões que estacionam na rua e diminuem ainda mais o espaço para passagem de veículos. A iniciativa pode ter sido boa, mas faltou um projeto bem elaborado”, falou Bruna Cavalcanti.

Para outros cidadãos, esse trecho não comporta um semáforo. “Instalaram sem consultar quem realmente passa por esse cruzamento todos os dias e está complicado trafegar sentido a Vila Bazu. Não acho que seria o caso de um farol, mas sim estudos mais aprofundados”, declarou Cesar Augusto.

Já Renata Alves aprova o semáforo, mas critica o tempo programado. “O equipamento precisa ser reprogramado, pois tem formado filas enormes no sentido bairro. Também ainda a falta de fiscalização que permite o estacionamento de caminhões para carga e descarga que prejudica ainda mais o tráfego de veículos. Acho que cabe à prefeitura precisa avaliar melhor isso”, falou.

A reportagem do jornal Regional News esteve no bairro na segunda-feira, 17, quando semáforo estava na função amarelo piscante. Em busca de mais informações entrou em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura que não encaminhou resposta até o fechamento da edição.

(Foto: Regional News)

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?