Cotidiano
1 mês atrás

Renda Brasil pode substituir o Bolsa Família

Tudo indica que ao terminar o pagamento do Auxílio Emergencial, criado para contemplar trabalhadores informais e outras classes durante a pandemia imposta pelo coronavírus, um novo programa social será lançado em substituição ao Bolsa Família.

Renda Brasil pode substituir o Bolsa Família
(Foto: Reprodução/

Chamado de Renda Brasil, o benefício utilizará a base de dados do Auxílio Emergencial para conseguir contemplar uma quantidade maior de beneficiários. A ideia é de que o programa, que vem sendo preparado pelo Governo Federal, possa atingir até 40 milhões de pessoas.

O governo pretende implantar o programa após a finalização das parcelas adicionais do Auxílio Emergencial.

Unificação de programas sociais

A iniciativa do governo é unificar diversos programas sociais em um só. Além da criação de uma nova iniciativa de renda mínima permanente o que o tornaria mais abrangente que o Bolsa Família.

Veja quais benefícios podem ser unificados com o Renda Brasil

Abono salarial;

Auxílio Emergencial;

Bolsa Família;

Seguro-defeso (pago a pescadores artesanais no período de reprodução dos peixes, quando a pesca é proibida);

Farmácia Popular;

Qual será o valor?

Mesmo com as últimas declarações do governo, o Renda Brasil ainda vem sendo estudado e até o seu lançamento deve sofrer algumas mudanças. As únicas confirmações até o momento estão relacionadas a incorporação do Bolsa Família com os dados do Auxílio Emergencial, para que mais brasileiros possam ter acesso ao benefício e o valor confirmado que deve chegar entre R$ 200 à R$ 300.

Quem poderá aderir?

O Renda Brasil estará disponível para famílias com renda média de até R$ 250 por pessoa. De acordo com o divulgado as famílias que possuam renda de até R$ 450 por pessoa também poderá receber o benefício, entretanto o valor pago não será integral.

Mais detalhes do programa serão divulgados em breve.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?