Auto News
Gustavo Lopes Evangelista » Auto News
2 semanas atrás

RENAULT CLIO: O compacto moderno e melhor consumo da categoria

O hatch compacto, sucesso comercial em dezenas de países do mundo, mostrou inovações e melhorias. O Clio alia sua consagrada robustez mecânica e o baixo custo de manutenção a um design totalmente moderno e ao motor 1.0 16V Hi-Power, mais moderno, potente e econômico. O Clio chegou ao mercado como o modelo com o melhor nível de consumo de combustível da sua categoria, já que ele obteve a nota “A” na categoria “Subcompacto” do “Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular”, tanto na versão de entrada como na equipada com ar-condicionado e direção hidráulica.

RENAULT CLIO: O compacto moderno e melhor consumo da categoria

O trabalho desenvolvido pelas equipes do Renault Tecnologia Américas (RTA) e do Renault Design América Latina (RDAL) para a concepção do Clio resultou em, aproximadamente, 180 peças novas ou evoluídas na parte de carroceria e de acabamento quando comparado com o seu antecessor, além de 71 componentes modificados no   propulsor 1.0 16V Hi-Power versus o antigo 1.0 16V Hi-Flex. Mais desempenho e mais economia que o antigo Hi-Flex 1.0 16V, o   propulsor foi desenvolvido pela equipe de engenharia do Renault Tecnologia Américas, instalado no Brasil, para satisfazer o gosto dos motoristas brasileiros, que buscam um veículo econômico, sem que isso represente abrir mão de robustez, baixo custo de manutenção e desempenho, principalmente no dia a dia dos grandes centros urbanos. O resultado desse trabalho dos profissionais do RTA garantiu ao Clio a nota “A” no “Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular”, elaborado pelo Inmetro, com a parceria do Conpet.

Disponível nas versões Authentique (2 ou 4 portas) e Expression (4 portas), o   Clio prova que qualidade não é exclusividade dos automóveis mais caros. O modelo – que chega num momento em que a Renault passa por notável crescimento comercial, quebrando sucessivos recordes de produção e venda – vai disputar um dos mais concorridos segmentos do mercado nacional: o de hatchs de entrada, responsável por cerca de 20% do volume total de automóveis de passeio comercializados no país. “Um dos maiores sucessos de vendas da Renault em todo o mundo, o Clio está presente no mercado brasileiro com uma história marcada pela inovação: foi o primeiro a contar com motor 1.0 16V com a tecnologia bicombustível e também o primeiro do segmento a oferecer três anos de garantia total de fábrica, benefício que se repete nesta linha 2013”, explica Olivier Murguet, Presidente da Renault do Brasil.

Design renovado

A tarefa de atualização estética do modelo ficou a cargo da equipe do Renault Design América Latina (RDAL) – primeiro estúdio de estilo da marca no continente americano, situado na cidade de São Paulo. A frente do carro, por exemplo, foi totalmente modificada, com adoção de novos faróis, para-choques, capô e entradas de ar. Uma grade estreita liga um farol a outro e converge para o centro, onde está a logomarca da Renault. Abaixo, uma grande tomada de ar em formato trapezoidal dá um toque de agressividade ao modelo. Na traseira, foi incorporado um aerofólio com brake-light.

As lanternas, no formato ligeiramente triangular têm as luzes com nova disposição. A tampa do porta-malas ganhou dois vincos horizontais, que partem das lanternas em direção ao centro, onde está o logo da Renault, com a inscrição “Clio” em letras estilizadas logo abaixo, posicionamento que também segue o padrão dos demais modelos da marca. No interior, o quadro de instrumentos é novo, com marcadores de nível de combustível e temperatura do líquido de arrefecimento digitais, além do computador de bordo. O conta-giros tem grafismo moderno e com Eco-monitor (zona demarcada para indicar as zonas de rotação do motor de acordo com o nível de economia de combustível que ela proporciona). O conjunto tem iluminação na cor âmbar, e o volante, de três raios, possui a logomarca cromada da Renault ao centro (versão Expression).

Comandos do ar-condicionado e controles de ventilação têm novos botões, de formato mais anatômico e com acabamento cromado. Os bancos tiveram a textura do tecido modificada e estão com padronagem visual diferenciada. Como em outros modelos da Renault, eles são projetados com sistema antisubmarining (antimergulho). O   Clio está disponível em oito opções de cor: Bege Poivre, Cinza Quartz, Prata Etoile, Vermelho Fogo (metálicas), além de Branco Glacier, Preto Opaco e Vermelho Vivo (sólidas).

Eficiência e desempenho

O trabalho da equipe do RTA no desenvolvimento de propulsores mais modernos, econômicos e menos poluentes foi evidenciado com o desempenho do motor 1.0 16V Hi-Power no “Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular”. O Clio chegou ao mercado credenciado com nota “A” na categoria “Subcompacto”, tanto na versão de entrada como na equipada com ar-condicionado e direção hidráulica. Com esse resultado, o   Clio é o modelo com o melhor nível de consumo de combustível da sua categoria.

Além disso, vale a pena ressaltar que o Clio com ar-condicionado e direção hidráulica é o único modelo “Subcompacto” do “Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular”, equipado com esses itens, a obter a nota máxima (“A”) em termos de eficiência de consumo.

Quando abastecida com etanol, a versão equipada com ar-condicionado e direção hidráulica anota 9,1 km/l (ciclo urbano) e 9,6 km/l (estrada). Com gasolina, a média de consumo fica em 13,1 km/l (cidade) e 14,3 km/l (estrada). O modelo sem ar e direção obtém índices ainda melhores: 9,5 km/l (ciclo urbano) e 10,7 km/l (estrada). Com gasolina, são 14,3 km/l (cidade) e 15,8 km/l (estrada).

Em se tratando de economia de combustível, todavia, o motorista também tem que fazer a parte dele, e o Renault Clio dá uma ajuda valiosa com o conta-giros com quatro áreas identificadas com cores diferentes, permitindo ao condutor uma direção mais econômica. A faixa verde indica o momento de menor consumo. A área branca mostra o motor em marcha lenta. Já o espaço delimitado em amarelo significa o momento de maior desempenho do motor.

Outro fator determinante na melhoria do nível de consumo está na adoção de pneumáticos ecológicos. A combinação de novos compostos na confecção da borracha e o desenho da banda de rodagem garantiram aos pneus com menor resistência ao rolamento, sem comprometer a segurança do veículo.

O propulsor Hi-Power que equipa o Clio anotou ganho de potência, tanto com etanol (E100), quanto com gasolina (E22). São 80 cv e 77 cv, respectivamente, a 5.750 rpm. O torque também melhorou. Agora são 10,1 kgfm, com gasolina, e 10,5 kgfm com etanol, a 4.250 rpm.

Com etanol no tanque, o veículo faz de 0 a 100 km/h em 13,7 segundos e chega a 168 km/h de velocidade máxima. Com gasolina, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 14,3 segundos e a velocidade final fica em 167 km/h.

As alterações técnicas do Clio também incluem mudanças no sistema de transmissão. A embreagem utilizada conta com sistema de pré-amortecimento, que contribui para a redução de ruído. Já as alterações nas relações de marchas visaram a redução do consumo de combustível. O câmbio continua sendo o mesmo manual de cinco marchas feito pela Renault no Chile, caracterizado por engates macios e precisos.

Segurança

A suspensão do   Clio continua primando pela robustez e perfeita adaptação às condições de rodagem das ruas e estradas brasileiras. Para isso, mantém a tradicional receita: tipo MacPherson, com amortecedores hidráulicos telescópicos e molas helicoidais (dianteira) e semi-independente, com molas helicoidais e amortecedores hidráulicos telescópicos verticais e barra estabilizadora (traseira). Trata-se de um conjunto simples e robusto, capaz de enfrentar situações adversas sem sacrificar a segurança. Deste modo, o Renault Clio apresenta um comportamento dinâmico equilibrado. É um carro estável sem comprometer o conforto de motoristas e passageiros e adaptado ao perfil dos motoristas brasileiros.

O Clio é equipado com rodas de 13 polegadas e pneus “verdes” na medida 175/70 R13. Os pneus “verdes” contribuem para a economia de combustível, pois são desenvolvidos para terem um menor atrito em relação ao solo, graças, principalmente, a não utilização da sílica na sua produção.

Versões e equipamentos

O Renault Clio é encontrado em duas versões de acabamento: Authentique (2 ou 4 portas) e Expression (4 portas), desenvolvida para atender aos anseios dos clientes desse segmento, oferecendo os itens de conforto e comodidade mais valorizados pelos clientes. A versão Authentique, por exemplo, traz de série: computador de bordo com oito funções (combustível consumido, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, distância percorrida, velocidade média, entre outras), alarme sonoro de advertência de luzes acesas, conta-giros com Eco-monitor (zona demarcada para indicar as zonas de rotação do motor de acordo com o nível de economia de combustível que ela proporciona), relógio digital e brake-light.

Opcionalmente, há ar-condicionado. A versão Expression agrega limpador, lavador e desembaçador de vidro traseiro, ar quente, volante com o contorno central do logo cromado e botões do painel com acabamento cromado. Direção hidráulica e ar-condicionado são opcionais.

Em ambas as versões, é possível instalar, como acessório: alarme, vidros e travas elétricas. O serviço pode ser feito rapidamente em qualquer concessionária autorizada a um custo acessível e com garantia.

A conectividade também está presente no modelo, que pode ser equipado com sistema de som que reproduz CD e arquivos em MP3 e MWA, além de oferecer conexão via Bluetooth e entrada auxiliar, do tipo USB.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?