Bem Estar e Saúde
1 mês atrás

Realização de mamografia registra queda em 2020

Em meio a celebração da Campanha Outubro Rosa, um estudo publicado pelo Instituto Oncoguia traz preocupação quanto a queda na realização de exames preventivos por parte das mulheres. O movimento, aliás, é realizado neste mês para reforçar e conscientizar sobre a mamografia, procedimento mais eficaz para o diagnóstico da doença.

Realização de mamografia registra queda em 2020
Foto: Reprodução

De acordo com dados do Inca, Instituto Nacional de Câncer, só em 2021, já foram registrados 66.280 novos casos e mais de 18 mil mortes devido ao câncer de mama no Brasil. A doença apresentou um crescimento de 29,7% no último ano, com um risco estimado em 61,61 casos a cada 100 mil mulheres.

Mas o número de casos de câncer de mama no Brasil pode ser ainda maior que o registrado, já que o cenário pandêmico levou muitas mulheres a não realizarem os seus exames de rotina. Um estudo, publicado pelo Instituto Oncoguia mostrou que o volume de mamografias reduziu 84% em 2020, em comparação ao ano anterior.

“O receio é que a falta da realização do exame leve ao diagnóstico tardio, quando a doença é descoberta num estágio mais avançado e com menos opções de tratamento”, observa o médico radiologista Dr. Gustavo Piacenti, que atua como responsável técnico no Centro de Imagem 2, do Hospital Jaraguá.

Exame seguro

De acordo com Rose Catarina Corezzolla, gerente do Centro de Imagem, a mamografia continua sendo o exame mais eficaz para a identificação precoce do câncer de mama. “É um exame extremamente seguro. As mulheres que possuem alteração na tireóide, inclusive, podem realizar a sua mamografia sem medo. Já existe no mercado mamógrafo que emite 50% menos radiação que os aparelhos convencionais”, conta.

A dor, que algumas mulheres sentem durante a compressão das mamas, é um fator que impede muitas delas de realizarem a mamografia. Rose afirma que algumas pacientes relatam sentir desconforto durante a execução do exame. No entanto, alerta que já existem no mercado equipamentos que permitem que a própria mulher escolha o nível de compressão que poderá ser exercido sobre esta parte do seu corpo.

Há mais de 30 anos atuando na área de diagnósticos, a profissional reforça a importância das mulheres ficarem atentas ao aparecimento de nódulos e caroços nos seios durante a realização do autoexame. Mas explica que este cuidado não dispensa a realização dos exames preventivos, que devem ser realizados conforme as faixas etárias recomendadas e orientação médica.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?