Música
Nelson de Souza Lima » Música
1 semana atrás

Pressive vem mais leve. SQN

Os mexicanos do Pressive têm uma trajetória de mais de quinze anos, trazendo cinco álbuns na bagagem. Ou seja, a banda não é novidade na cena pesada do país de Zapata. Porém o grupo formado por Charly Felix (baixo e sintetizadores), Jos Alejandre (vocal), Andres Prats (bateria), Lorenzo Prats (guitarra) e Carlos Mendez (guitarra) mostra no novo disco uma sonoridade mais leve e até dançante.

Pressive vem mais leve. SQN
Foto: Reprodução

“Dissesion”, a ser lançado nas plataformas digitais no segundo semestre, evidencia a maturidade que o quinteto atingiu ao buscar novas experimentações que incluem sintetizadores, pianos, violoncelos e violinos. Mas isso não significa que o peso do death ou new metal característicos dos caras não esteja lá.

Em entrevista à Roadie Crew o baixista Charly Felix disse que “Dissesion” foi uma catapulta para o grupo. “No qual experimentamos mais sons, mesmo aqueles que poderiam ser um pouco fora do nosso gênero. Mas éramos simplesmente nós experimentando com nossa equipe. Acho que é o nosso melhor álbum, além de ser o que abriu as portas para podermos ir pela primeira vez à Europa, Canadá e Estados Unidos. Desde então, a banda trabalhou mais que nunca”.

Por enquanto o Pressive lançou dois singles do novo trabalho: “Nightmare” e “Veinte Veinte”. Felix atestou que “Nightmare” é a realzação de um sonho. “Para esta música contamos com a produção do texano Robie Joyner, que nos ajudou muito a experimentar ainda mais dentro dos nossos próprios sons. Ela me enche de orgulho, pois quando ouço sinto que representa aquilo que queremos dizer. É a única música do “Dissesion” em inglês, pois as outras serão em espanhol, já que queremos chegar longe na América Latina”. Confira o clipe de “Nightmare” em:

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?