Polícia
1 mês atrás

Polícia Rodoviária de SP da início a “Operação Carnaval 2020”

A Polícia Rodoviária de São Paulo inicia nesta sexta-feira, 21, a Operação “Carnaval 2020”. A ação segue até as 23h59 de quarta-feira, 26, nos mais de 22.000 km da malha rodoviária do Estado.

Polícia Rodoviária de SP da início a “Operação Carnaval 2020”
(Foto: Divulgação/PM)

De acordo com o comando da PM, durante todos esses dias, a atuação do Policiamento Rodoviário terá como objetivo sedimentar um trânsito cada vez mais seguro, consciente e humanizado, para tanto, diuturnamente serão intensificadas as Operações de Fiscalização de Trânsito em todo o estado, verificando as ultrapassagens proibidas, o uso de cintos de segurança e dos dispositivos de retenção para crianças, uso do celular ao volante, o excesso de velocidade e, principalmente, a embriaguez na condução dos veículos nas Operações Direção Segura Seletiva, com o emprego dos novos equipamentos de indicação de uso de álcool, denominados etilômetros passivos (bafômetro).

Efetivo e equipamentos

O Policiamento Rodoviário permanecerá em regime especial de trabalho, com redução de folgas e emprego de 100% de todos os recursos humanos e materiais disponíveis. São em torno de 3.500 homens e mulheres empregados de forma estratégica em 125 Bases Operacionais fixas, mais de 800 viaturas, visando garantir a segurança pública e a fluidez do trânsito.

O serviço a ser realizado dispõe ainda de câmeras de monitoramento das concessionárias de rodovias, etilômetros, radares para aferição de velocidade, binóculos para a fiscalização de infrações em movimento, drones e outros equipamentos.

O efetivo será empregado de maneira estratégica em toda malha viária, englobando diversas modalidades de policiamento ostensivo em diferentes pontos de fiscalizações, horários e locais conforme o volume de tráfego e índices de vulnerabilidade, visando a reservação da ordem pública.

Etilômetro passivo

Durante a operação desse ano, o Policiamento Rodoviário utilizará a “nova versão do etilômetro passivo” IBLOW 10, o qual não precisa ser assoprado por bocal pelo condutor. Apenas o sopro por proximidade da pessoa já detecta se houve a ingestão de álcool. Havendo o resultado positivo, o cidadão irá realizar o teste tradicional, o qual medirá a concentração de álcool por litro de ar alveolar, sendo tomadas as medidas administrativas cabíveis.

Ao ser adotada a utilização do etilômetro passivo, significa que os testes tradicionais realizados serão direcionados a quem realmente encontra-se com alguma concentração alcoólica no organismo e os bocais utilizados, os quais são descartáveis, serão utilizados de uma maneira mais objetiva, o que também acarretará em economia de recurso público.

(Foto: Divulgação/PM)

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?