Cotidiano
Celina Peres » Cotidiano
8 meses atrás

Perguntas e respostas: Como se sair bem na entrevista de emprego

No momento em que se vai fazer a entrevista é bom que o candidato já tenha pesquisado sobre a empresa para que haja um bom desempenho na hora de responder as perguntas. A pessoa deve conhecer e demonstrar interesse moderado na firma também, na oportunidade de emprego e não somente no cargo.

Perguntas e respostas: Como se sair bem na entrevista de emprego

Na entrevista de emprego há várias perguntas e respostas diferentes na entrevista de emprego. Divididas em fáceis e difíceis, é necessário saber responder e como dar as respostas às perguntas mais frequentes e mais difíceis da entrevista de emprego.

Tão importante quanto essa etapa, é importante fazer perguntas relacionadas ao entrevistador durante a entrevista de emprego. Considerando que o entrevistado será observado o tempo todo, algumas dessas perguntas devem ser respondidas de forma exemplar.

Dicas das perguntas mais comuns a serem respondidas pelo candidato à vaga

1 – Fale um pouco sobre você.

A resposta que o recrutador espera saber refere-se à sua capacidade e seu interesse. Quer saber também como você consegue sintetizar as informações para responder a uma situação de forma rápida.

2 – Quais os seus defeitos?

Nessa resposta é necessário evitar frases comuns e enfeitem os defeitos, podendo sugerir falta de sinceridade por parte do candidato. Evite: “sou muito perfeccionista” e substitua por “às vezes gasto mais tempo com detalhes”.

Não use “sou um viciado em trabalho” por “tenho de trabalhar menos arduamente e trabalhar mais produtivamente.” Assim poderá demonstrar que está fazendo sua auto-análise.

3 – Dê 3 exemplos de defeitos seus?

Nesse caso, os entrevistadores irão analisar fatores como sinceridade, o quanto sabe se definir, e se o candidato pode vir a dar prejuízos.

De qualquer forma, o ideal é usar a verdade e a sinceridade como premissa e apontar o que tem feito para melhorar.

Aqui também poderá acrescentar circunstâncias afetas a você, caso possua um desses defeitos: nervosismo, receio de falar em público, timidez ou excesso de conversação, dizer que é perfeccionista, que possui padrão elevado ao esperar muito dos colegas, que tem dificuldade em conviver com injustiças podendo causar adversidades por este motivo, excesso de confiança nos outros o que pode causar problemas.

Pode falar sobre organização ou falta dela. Que não é seu ponto mais forte mas que consegue administrar seu tempo de forma a conseguir cumprir suas tarefas, apesar de, as vezes, gastar mais tempo que o necessário para desenvolver um trabalho.

Apontar, se tiver, problemas com números ou cálculos , ma que tem treinado para conseguir lidar com tal dificuldade.

Pode mencionar que teria a tendência a deixar trabalhos para a última hora, e que trabalhar sob pressão eraq o que pensava ser correto, mas que verificou que tarefas ficam melhores quando mais bem desenvolvidas.

4 – Dê 3 exemplos de qualidades suas?

Tenha critério nessa resposta e tente apontar coisas que tem facilidade como por exemplo: organização, pontualidade, sinceridade, honestidade, respeito, flexibilidade, proatividade, criatividade, sabedoria – no sentido de apontar experiências em trabalhos anteriores que possibilitarão usar no cargo pretendido.

É bom tentar relacionar qualidades pessoais com as necessidades do cargo pretendido.

5 – Porque está interessado em trabalhar na nossa empresa?

Aqui deve falar sobre aptidões e integração, mostrando que seus conhecimentos e sua experiência profissional estão sintonizados com a vaga pretendida e que seu profissionalismo será útil para e empresa a curto prazo, e que considera que irá fazer a diferença.

Fale que se vê facilmente no papel do cargo que é candidato e que tem motivação e satisfação pessoal com o trabalho que irá desempenhar.

Aborde a questão da Cultura da empresa que você se identifica e que tem admiração pelos procedimentos, o que será importante no sentido de precisar de pouco tempo de integração
Pode aproveitar essa oportunidade para elogiar a empresa de forma discreta, mas convincente e que seu interesse está centrado em atender o que for necessário em razão do ambiente, da organização, da missão e valores.
Focar a oportunidade que terá de crescer profissionalmente fazendo o que gosta e que a empresa tem essas características que procura para crescer e colaborar com o sucesso da empresa.

6 – Porque você deve ser contratado?

Responda essa questão com base no que estava no pedido anúncio de emprego para o cargo.

Aqui é o momento de convencer ser o candidato ideal para a vaga que a empresa está buscando, com todos os requisitos exigidos e que tem vontade de se empenhar para atender tudo o que é preciso, ainda que algumas experiências não tenham sido de muito tempo.

Enalteça aquilo que você sabe e pouca atenção para aquilo que lhe falta. É fundamental construir argumentação em cima do currículo que montou e encaminhou.

Pode exemplificar as conquistas adquiridas na carreira profissional salientando os bons resultados a serem aplicados no novo emprego.

7 – O que o diferencia dos outros candidatos?

Muito parecidas com as respostas praticadas na questão anterior, pense na vaga e no anúncio e aponte suas principais características para preencher a vaga.

Faça uma avaliação pessoal recorrendo às experiências profissionais anteriores, ao currículo já encaminhado, à sua personalidade e competências profissionais.

Responda com convicção e critério para mostrar segurança que é fundamental para conquistar o recrutador.

8 – Porque deixou o emprego anterior?

Procure ser sutil nessa resposta e evite queixar de seu trabalho anterior. Pode informar, de forma simples, que precisava de mais desafios e que ali não tinha espaço para crescer.

Reverta a questão apontando que acredita que esta oportunidade para crescer profissionalmente está nessa chance onde vê ser o local ideal para fazer isso.

O melhor de tudo é não atacar ou ficar apontando defeitos sobre nada e ninguém.

Facilite sua resposta, usando a fórmula do passado que serviu de boas experiências, do presente que será sua chance de progredir para construir o futuro com a conquista da vaga a qual pleiteia na empresa.

9 – Porque você foi despedido ou se demitiu?

É fundamental que haja honestidade nessa resposta sem demonstrar irritação com o antigo empregador.

Deixe de lado as emoções e procure responder de forma diplomática. Evite se queixar ou ficar reclamando.

Vale lembrar que ninguém gosta de trabalhar com pessoas que se reclamam de tudo.

É importante dizer que talvez o desempenho tenha sido avaliado como fraco, mas que estava dentro da maioria dos resultados do setor.

É óbvio que o potencial empregador gostará de saber qual é a análise que o candidato faz dos motivos do seu desligamento e como ele se comportou e aprendeu com a situação.

Assim convém apontar o aprendizado que teve e que será fundamental para aplicar em outras oportunidades. Mostrar maturidade e profissionalismo é o caminho certo.

Ter objetividade e reflexão ágil nas conquistas anteriores, sobre erros e acertos, mostrando ter aprendido com essas questões sem agredir o passado profissional anterior.

10 – Como você trabalha sob pressão?

O candidato de emprego deve encontrar um exemplo no passado onde conseguiu resolver uma situação crítica com planeamento ou com criatividade.

O ideal é referir que tomou uma decisão e uma ação para resolver o problema. O exemplo a dar deve incluir os passos tomados para resolver a questão, decidindo quais as prioridades nas tarefas em momento de pressão.

Não se limite a dizer que ficou trabalhando até tudo estar resolvido. Refira como você encara problemas e como os consegue resolver, destacando sempre o seu pensamento crítico e de decisão. Para dar a resposta completa deve revelar ao recrutador o cenário, os intervenientes, as decisões, as ações e os resultados.

11 – Como você reage às críticas?

Nessa resposta, é necessário ter a técnica STAR: Situação, Tarefa, Ação e Resultados.

Procure falar a respeito de questões vencidas positivamente diante de uma tarefa difícil, respondendo a partir de críticas recebidas no passado com reações que foram fundamentais para ultrapassar barreiras, principalmente quando envolve equipe de trabalho, projetos de comunicação entre colegas e comportamento que envolva a empresa.

12 – Onde se vê daqui a 5 anos?

Encare esta resposta como importante. Na verdade, o recrutador quer conhecer qual a visão que o candidato tem para o futuro, se ele tem perspectivas para atender a empresa a longo prazo, ou se está apenas buscando o salário.

Fale que busca uma posição de liderança ou chefia. Tenha critério para responder isso em empresas pequenas onde não há muita chance de subir na carreira ou para tirar o lugar de gerentes e diretores.

Pode responder também que se vê na empresa tralhando na área, desenvolvendo projetos relevantes para o cargo. Leve para o lado das funções que busca desempenhar no futuro ao invés dos cargos que quer ocupar.

Aproveite a chance para dizer que o emprego atual será importante para sua aprendizagem e experiência profissionais que permitirão subir degraus profissionais que o levarão para sua realização profissional e pessoal. Envolva a vida em nível geral, e não somente do contexto profissional.

Tente traçar um plano realista para o seu futuro e mostrar que está interessado numa carreira e não num emprego. Que almeja um crescimento profissional dentro da empresa e para a empresa desenvolvendo as suas competências, para que possa contribuir para o sucesso de ambos e para o bem de todos.

13 – O que fez neste tempo sem trabalhar?

Diga que buscou outras oportunidades de trabalho e também aproveitou para melhorar as suas competências e corrigir falhas.

Se foi proativo no período, deve informar se assistiu a palestras, se fez algum curso profissional ou de idiomas, se fez trabalhos voluntários ou freelancer. São atividades que devem ser destacadas neste momento.

14 – Qual foi a sua maior conquista no trabalho?

Depois de ter falado dos defeitos e qualidades, é chegado o momento de falar das suas conquistas, aqueles que permitiram bons resultados onde passou, quer sejam contatos, vendas, contratos, parcerias ou outros. Evite falar de coisas muito antigas para que o entrevistador não pense que não teve conquistas recentes.

Apresente opiniões profissionais de outras pessoas, colegas de trabalho e pessoas próximas a você que possam dizer a seu respeito e que possa ser validade, seja por meio de redes sociais ou outras que lhe dê credibilidade.

Pode também olhar as tarefas apontadas no currículo e identificar algumas as quais se destacou

15 – Não acha que tem qualificações demais para esta vaga?

Sem receio, deve responder que tem capacidade para desenvolver o trabalho que busca e mais: que é o candidato ideal para a vaga, e que o recrutador ficará certamente feliz com a sua contratação.

Tem de usar sua honestidade para dizer se tem qualidades demais ou de menos. Se demais, apontar que tem como se adequar, se de menos também.
Ser sincero com o entrevistador é o que fará a diferença sobre demais candidatos. Precisa afastar quaisquer receios que o entrevistador tenha de contratá-lo.

16 – Qual é o emprego dos seus sonhos?

Nessa resposta, você deverá escolher entre três possibilidades:
1 – Dar uma resposta criativa – dependendo de seu gosto e local onde gostaria de trabalhar e diga se perto do mar ou outro lugar que o permita trabalhar pela internet, por exemplo.

Informe como seria o emprego dos seus sonhos, sem muitos detalhes quanto a cargos. A criatividade pode ser bem recebida pelo recrutador.

2 – Se optar por uma resposta simples, aquele em que não há estresse, conflitos e pressões, deve citar que, nem por ser este tipo de trabalho que sonha, está bem preparados para trabalhar sob pressão e que sabe que este trabalho dos sonhos não existe na verdade.

3 – No caso de uma resposta mais concreta e prática, aproveite para destacar as suas habilidades e o que você gosta de fazer, adequando os seus gostos e competências na vaga de emprego.

Frise que a vaga pretendida se enquadra nos seus desejos profissionais e que é a oportunidade que espera para aprender.

17 – Que animal gostaria de ser?

Diga sem titubear qual animal gostaria de ser e justifique a razão com algumas das suas características comparando com as do animal.

Formiga
Animal trabalhador, excelente para trabalhar em equipe e se planejar para enfrentar momentos difíceis.

Cão
Dedicação, lealdade, devoção, defesa dos interesses, faro para o negócio.

Gato
Animal independente e perseverante que sabe trabalhar sozinho e que se adapta às situações.

Cavalo
Rápido, inteligente, veloz e forte o animal se identifica quando sozinho ou em conjunto.

Coelho
O coelho é rápido e ágil, características importantes em cargos que exigem essas habilidades.

Macaco
Parecido com o homem, é capaz de aprender rapidamente por meio da observação e sabe imitar com perfeição.

Elefante
O elefante é um privilegiado em termos de memória, além de uma inteligência emocional invejável.

Águia
Ela tem visão e força de ataque, mas não trabalha em equipe.

Leão
Animal indicado para posições de liderança, já que é considerado o rei das selvas, agressivo e decidido.

Aranha
De organização absoluta, tece planos e captura presas (captação de clientes).

Golfinho
O golfinho é conhecido por sua comunicação, estratégias e inteligência inigualáveis.

Girafa
Esse animal pode estar à frente dos demais em razão de seu pescoço alto permitir enxergar à frente e ter posição elevada.

Animais que devem ser evitados
Muito embora todos os animais tenham características positivas e negativas, alguns são mais negativos que positivos. Veja alguns exemplos:

Vaca, cobra, porco, galinha, tartaruga, burro, mosca, preguiça, caranguejo, raposa, sapo, veado, entre outros.

18 – Que salário considera justo?

Essa questão é bem delicada porque a atenção recai sempre no salário que pretende receber. Apesar de importante, não é o único fator que deve ser levado em conta.

Há de se observar fatores também importantes antes de entrar de corpo e alma num novo emprego ou função na empresa para que seu dia-a-dia não esteja comprometido negativamente e a decepção comece a fazer parte de sua rotina.

O horário de trabalho, tarefas e projeto, treinamento e capacitação, férias, benefícios, cursos e outras questões que possam interferir em sua vida pessoal depois de aceitar a contratação ou promoção.

19 – Qual foi o último livro que leu?

A partir dessa resposta, o entrevistador conseguirá ter pistas sobre gostos e interesses do candidato, um indício do quer aprender ou que quer melhorar em seu nível de conhecimento em determinada área.

Se não leu nenhum livro ou se não lembrar de algum livro em especial tente citar livros técnicos da área a qual se candidata e que tenha lido na universidade, por exemplo

20 – Me vende essa caneta?

Para descontrair, faça perguntas ao entrevistador para que possa conhecê-lo: Você já tem uma caneta?; Gostaria de ter a caneta certa para você?; Há quanto tempo quer uma caneta?; O que significa para você ter uma caneta de qualidade?

Assim que conquistar as respostas, tente ir para o lado emocional, criando uma ligação com o produto. Pode criar uma situação em que a caneta tenha sido usada pelo recrutador para assinar documentos importantes, contratações perfeitas e para negócios importantes.

Pode focar também no valor agregado, e citar que, apesar de barata, o valor sentimental é enorme. O importante nessa resposta é despertar o interesse no entrevistador.

Responda de maneira estratégica para que é preciso uma caneta. Com certeza, terá de dizer que sem ela não é possível escrever um nome ou um número de telefone em papel, ou preencher um documento e assiná-los.

Trabalhe com o contraditório também, mostrando o problema criado pela falta da caneta, apresentando como solução para o problema, a necessidade da venda ou compra da caneta dependendo do lado em que a empresa estiver colocada.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?