Editorial
4 semanas atrás

Passaporte da alegria

Muita gente crítica, mas assumir um cargo majoritário nesse País não é para amadores. Ou seja, sabe-se lá. Fato que os mesmos que tanto reclamam da vida ruim que levam e manifestam contra esse ou aquele, não olham para o próprio umbigo antes de apontar o dedo.

Passaporte da alegria
Foto: Agência Brasil

Gritam, cobram, agridem, xingam… mas também se aproveitam quando surge uma oportunidade. Um exemplo recente é o flagrante no Rio de Janeiro de pessoas que se identificavam como cambistas, oferecendo o “passaporte da vacina” a R$ 100 aos espectadores que rumavam ao show do cantor Diogo Nogueira. Isso aconteceu na “Cidade Maravilhosa” que passou a obrigar o ‘passaporte’ em eventos realizados em estabelecimentos fechados, de uso coletivo, como cinemas, clubes e casas de shows, passaram a exigir o comprovante de vacinação de seus frequentadores.

A atração do lado de fora que chamou mais a atenção do que o próprio show foi divulgada pelo jornalista Ancelmo Gois.

Sem nenhum pudor, os cambistas pediam nome e outros dados dos interessados e depois entregavam o passaporte fraudado. Um crime sendo praticado ao ar livre e passível de punição no Rio. Na verdade, ninguém está preocupado com a ilegalidade quando a impunidade ainda impera nesse Brasil que muitos lutam por mudança, mas pouco fazem para que ela aconteça.

A Covid ainda mata mais de 500 pessoas por dia. Nada comparado a meses atrás. Contudo, fica a reflexão para quem perdeu um ente querido para essa doença maldita e ainda assiste pessoas tirando proveito de uma situação cruel e avassaladora.

Por outro lado, os que compraram esse ‘passaporte’, mostram-se menos preocupados ainda com a questão, já que o importante estava em sambar até o amanhecer, sem se preocupar com o próximo. Por essas e por outras que esse País, por mais que pessoas se esforcem para fazer o melhor, quem se destaca é sempre o vilão. Só em filmes e novelas para o bem vencer o mal. Pelo menos até hoje foi assim.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?