Editorial
1 mês atrás

Pandemia, questão de desumanidade

A população que já sofre com as questões envolvendo a pandemia imposta pelo coronavírus, com a falta de vacinas e mais a falta de compromisso dos governos, desaba em lágrimas e se enche de raiva quando é divulgado o anúncio de reajuste de contas de consumo que deveriam ser proibidos nesse período tão difícil.

Pandemia, questão de desumanidade
Foto: Reprodução

Depois do gás natural, gasolina, etanol, entre outros, chegou a vez da conta de luz que estará mais cara mudando a bandeira tarifaria para a cor vermelha. Até a tonalidade assusta o brasileiro que não sabe mais o que fazer para manter um prato de comida em casa.

Quando se menos espera, um aumento é divulgado pelo governo ou órgão ligados a ele e ao cidadão só resta se lamentar. Nada mais é priorizado como deveria e, como deboche, lançar um auxílio de R$ 175 pode até ajudar, mas não resolve o problema.

Como forma de manter o emprego de muitos trabalhadores, programas também voltaram a vigorar. A iniciativa é boa, pois pode preservar o trabalho, mas com o salário reduzido, cai também o poder de compra e manter o sustento da família fica cada vez mais complicado.

O que precisamos é que não haja mais aumentos, principalmente nos alimentos, bens e contas de consumo, indispensáveis no cotidiano das pessoas. Já está difícil comprar o que comer, como fazer para arcar com mais esses reajustes, descabidos em favor de empresas e concessionarias que ostentam lucros milionários.

É muita contradição e o povo sempre com a parte pior dos negócios conduzidos pela União, Estados e municípios.
Autorizar reajustes nesse momento é estar contra o povo. Depois não adianta oferecer parcelamento para o cliente tentar quitar a dívida, quando o mais correto seria evitar que o cidadão contraísse mais esse débito.

As pessoas precisam ter o que comer e sequer pensar que poderia faltar água ou luz. Entre outros, esses são os motivos pelos quais a conta nunca fecha. Culpar esse ou aquele também não é correto, quando o assunto é a pandemia. Mas que algumas ações poderiam ser revistas, isso sim.

Contudo, pouco se espera de políticos que não terão um centavo descontado do contracheque no final do mês. Com o salário garantido, eles tentam convencer que são bonzinhos criando programas que são importantes, tanto quanto ter água, luz e gás.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?