Editorial
7 meses atrás

O sonho não acabou

Promover a mudança de poder sob o comando do PT, há 14 anos, tenha sido talvez a principal meta do eleitorado brasileiro nas eleições deste ano. Mas apostar que o novo presidente eleito Jair Bolsonaro será capaz de, ao menos, minimizar a violência desse País, deu ao brasileiro a esperança do direito perdido de poder ir e vir. Se virá ou não, só o tempo irá dizer, mas teve um início já com a resposta das urnas.

O sonho não acabou
(Foto: Pixabay)

Não precisamos voltar ao tempo para estar diante de casos brutais praticados por vagabundos que são treinados pra isso. Não é se utilizar de sensacionalismo, mas as pessoas e adolescentes, cada vez mais sem medo de matar e com frieza praticando crimes e matando pessoas de bem. Em meio a tantos exemplos está o assassinato do médico Roberto Kunimassa Kikawa, de 48 anos, criador do projeto Carretas da Saúde, em São Paulo, que desenvolvia um trabalho social em favor de menos favorecidos.

Ele dedicou a carreira a pacientes pobres e teve a vida ceifada, talvez por alguém ou familiar deste bandido que já tenha atendido de forma humana, sem cobrar nada.

Por essas e outras, o povo brasileiro apostou em eleger um presidente totalmente diferente buscando mudar esse quadro que virou rotina. Se vai dar certo, não sabemos, mas o início é promissor. Só a indicação de Sergio Moro para a pasta que vai tratar desses assuntos, já demonstra a busca de uma luz no final do túnel. O próprio ex-juiz federal que deu esperança de um País melhor disse em entrevista que o grande motivador dessa aceitação do convite foi a oportunidade de ir a Brasília numa posição de poder elevada de ministro da Justiça e conseguir implementar, por meio dessa posição, uma agenda anticorrupção e anticrime organizado que não se encontram ao alcance de um juiz de Curitiba, mas podem estar no alcance de um ministro em Brasília.

Ele já deixou claro que pretende ir para cima de criminosos e políticos envolvidos em esquemas de corrupção e, com carta branca do presidente eleito que o permita concretizar isso.

A indicação de Moro, aliás, vem chamando atenção dos que torcem contra, mas que não mostraram resultado quando estiveram no poder. Ao contrário, desviaram, roubaram, mataram.

O foco agora é a torcida para que dê certo. Afinal, todos querem viver em um ambiente de paz. O voto de confiança é importante, tanto é que uma das pessoas de maior influência na opinião pública, o apresentador Silvio Santos, ao receber uma ligação de Bolsonaro durante a apresentação do Teleton, frisou ser a primeira vez que um presidente teria ligado para participar daquela obra social, prevendo que Bolsonaro e Moro são pessoas do bem e que devem fazer o bem para os brasileiros.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?