Música
2 semanas atrás

Não foi tempo perdido

Há tempos esperava conferir um show da Legião Urbana. Dessa forma poderia saldar comigo mesmo uma dívida de mais de 30 anos. Explico. Dos gigantes dos anos 1980 o grupo brasiliense era o único que nunca tinha assistido ao vivo. E digo que não foi por falta de oportunidade. Na real, acho que tinha uma certa birra do líder/vocalista Renato Russo.

Não foi tempo perdido
(Ford/Divulgação)

O cara, morto em 1996, é considerado um dos grandes letristas da música brasileira, autor de canções emblemáticas do rock brasuca. Mas confesso que nunca esteve entre os meus favoritos. Coisas da vida. Tem gente que vai cair na minha pele. Eu sei. Sua morte, praticamente decretou o fim do grupo.

Passados 22 anos os membros remanescentes Dado Villa-Lobos (guitarra) e Marcelo Bonfá (bateria) estão percorrendo o país numa turnê comemorativa do lançamento dos álbuns “Dois”, de 1986 e “Que País é Este?”, de 1987. Para isso Villa-Lobos e Bonfá arregimentaram um time forte que não deixa a peteca cair, demonstrando muita química. Completam a atual Legião Urbana André Frateschi (voz), Lucas Vasconcellos (guitarra), Mauro Berman (baixo) e Roberto Pollo (teclado). Conferi uma apresentação recente dos caras no Espaço das Américas e pontualmente atrasada em quarenta minutos a banda entrou.

Primeiro Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá ovacioados pelos fãs. André Frateschi com uma taça de vinho na mão fez uma saudação pra galera. Ai foram 120 minutos numa avalanche sonora. A banda é competente com o baixista Mauro Berman agitando bastante. Claro que o as maiores atenções ficavam pra André Frateschi. Ninguém espera uma cópia de Renato Russo e Frateschi consegue mandar bem interpretando as canções com personalidade cara própria. Foram duas horas de sonzeira dos grandes clássicos da Legião. Ao término pensei o quanto foi legal. Ouvir canções inesquecíveis me mostraram que aqueles 120 minutos não constituíram tempo perdido. Valeu.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?