Editorial
1 mês atrás

Menos glamour e mais atitude

Outubro é o mês que foi convencionado à dedicação para prevenção ao câncer de mama, doença que acomete, principalmente, as mulheres. É neste período que o movimento Outubro Rosa é exaltado alertando para esse tipo de problema oncológico que tem sido acompanhado paralelamente pela atenção ao câncer do colo do útero.

Menos glamour e mais atitude
Foto: Reprodução/Pixabay

Celebrada desde 1990, a campanha é mundialmente conhecida por ações afirmativas relacionadas à prevenção e diagnóstico precoce dessas enfermidades que judiam e matam, caso precauções não sejam tomadas.
Tudo é lindo e maravilho, com os governos promovendo ações, iluminando prédios com a cor rosa e amontoados de divulgações sobre o tema. Contudo, a prevenção precisa muito mais que tudo isso.

Como o diagnóstico precoce ainda é o maior aliado para o tratamento eficaz do câncer de mama, é preciso atentar para os riscos e não deixar para depois quaisquer ações que proponham cuidados antecipados.

Embora mais vultuoso nos dias de hoje, o Outubro Rosa ainda encara desafios mesmo com divulgação em massa pelas redes sociais.

Cabe uma reflexão aos governantes para que não apenas mandem iluminar prédios públicos e pendurem laços rosas em postes e demais espaços. É lindo mostrar que representantes públicos aderiram à campanha, mas a proporção de ações e benefícios que envolvem a questão precisa ser plenas e facilitadoras quando há o encaminhamento para realizar um exame ou passar por consulta com o especialista, que haja atendimento à disposição.

Aliás, é complicado dizer isso, quando o ideal seria apontar para o incentivo à prevenção, mas é a realidade é outra em se tratando de saúde pública.

É inadmissível ver o descaso continuado com a população em várias cidades do País, incluindo municípios da região, quando uma mulher não consegue o exame especifico para detecção da doença de forma rápida e eficaz.

Essa falta de atenção acaba por engolir até as campanhas mais nobres, como é o caso do Outubro Rosa entre tantas outras.

O movimento é válido, glamoroso, importante, e até fundamental para ter sucesso, desde que providências e objetivos sejam adotados por quem tem o poder nas mãos.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?