Artigo
3 meses atrás

Massacre emocional

O dia acordou chuvoso, com uma preguiça excepcional. Garoa fina e gelada, chovendo quieta. Tele-jornais de todas os televisores mostrando a mesma cena. O fenômeno social se mostra complexo. A população vê o sangue escorrendo, esperando antes uma vingança social, não uma ação de profissionais que são diuturnamente confrontados com a vida e a morte. Há alguns anos, a mesma cena com uma edição mambembe tirou a vida de pessoas inocentes. Aliás que cargas d’água será a tal de inocência, efetivamente? Enfim. O importante é termos em vista que o Estado brasileiro não é carrasco de aluguel, muito menos a serviço de pretensiosos palanques eleitoreiros. Rigor, seriedade e dedicação são predicados que não se desvencilham de um serviço público eficiente e comprometido.

Massacre emocional
(Foto: Reprodução)

O grande problema se apresenta quando as intenções entre o público e o privado se confundem e terminam por esquecer o tal interesse público e o bem comum. A bem da verdade, a dignidade da pessoa humana não pode ser relegada, nem pelo governo, nem por seus agentes, nem por ninguém. Heróis anônimos de todos os dias são muitas vezes massacrados por conta de situações a que estão expostos, com coincidências imponderáveis. Esse é o exercício de uma função de estado. Esse é o mister policial. Apaixonante. Complexo. Desgastante. Alguém disse uma vez tratar-se meio de vida, nunca de morte. Ele estava certo. Talvez nem soubesse o quanto.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?