Cotidiano
2 meses atrás

Máscara é uma grande aliada no combate ao novo coronavírus

Estamos ouvindo o tempo todo que “máscara salva vidas” e, inclusive, cidades em todo o Brasil, inclusive Caieiras, estão editando decretos sobre o uso obrigatório de máscaras. Porém, pouco tem se falado sobre a sua real importância e como utilizá-la da forma mais correta.

Máscara é uma grande aliada no combate ao novo coronavírus
(Foto: Reprodução)

Aqui, vamos explicar os vários tipos de máscaras e como não se infectar por um simples erro, principalmente na hora de retirá-la:

Máscaras descartáveis/cirúrgicas: as máscaras cirúrgicas NÃO devem ser lavadas, já que acabam se modificando, fazendo com que percam suas funções de proteção e filtração. A recomendação dos órgãos oficiais é utilizar o acessório por até duas horas, no máximo, ou até sentir que ela está úmida.

Máscaras caseiras: ao contrário das máscaras descartáveis, as máscaras de tecido podem ser lavadas e reutilizadas regularmente, entretanto, recomenda-se evitar mais que 30 (trinta) lavagens, tomando as devidas precauções listadas abaixo:

– A máscara deve ser lavada separadamente de outras roupas;

– Lave previamente com água corrente e sabão neutro;

– Deixe de molho em uma solução de água com água sanitária ou outro desinfetante equivalente por 20 a 30 minutos;

– Enxaguar bem em água corrente, para remover qualquer resíduo de desinfetante;

– Evite torcer a máscara com força e deixe-a secar;

– Passe com ferro quente;

– Garanta que a máscara não apresente danos (menos ajuste, deformação, desgaste, etc.), ou você precisará substituí-la;

– Guarde-a em um recipiente fechado.

Face shield: feitas em polímero, elas são extremamente duráveis e reutilizáveis, já que podem se higienizadas com água e sabão neutro ou esterilizadas com álcool em gel 70% ou álcool isopropílico. Devido a sua possibilidade de reutilização, as máscaras de proteção facial de plástico se tornam uma alternativa econômica às máscaras descartáveis.

Além de ajudar na redução do contágio do Novo Coronavírus, a máscara face shield é antineblina, antivento e antipoeira, garantindo uma proteção completa ao usuário. Por isso, elas são ideais para quem lida com pacientes, no atendimento à saúde, ou com o público, nos estabelecimentos de serviço essenciais. Não é tão recomendado para a população em geral, pois não é possível a utilização apenas dela, por debaixo é preciso utilizar também uma das máscaras citadas acima.

Máscara Face shield (Foto: Reprodução)

É recomendável que cada pessoa tenha em torno de 5 (cinco) máscaras de uso individual.

Antes de colocar a máscara no rosto deve-se:

– Assegurar que a máscara está em condições de uso (limpa e sem rupturas);

– Fazer a adequada higienização da mão com água e sabonete ou com preparação alcoólica a 70%: cubra todas as superfícies de suas mãos e esfregue-as juntas até que se sintam secas;

– Tomar cuidado para não tocar na máscara, pois, se tocá-la, é necessário executar imediatamente a higiene das mãos;

– Cobrir totalmente a boca e nariz, sem deixar espaços nas laterais;

– Manter o conforto e espaço para a respiração;

– Evitar uso de batom ou outra maquiagem ou base durante o uso da máscara.

A máscara funciona como uma barreira: quem já estiver contaminado não vai espalhar gotículas com o vírus ao falar, tossir ou espirrar, por exemplo. E aqueles que estiverem saudáveis também terão uma proteção no rosto para que as mucosas da boca e do nariz não entrem em contato com partículas contaminadas.

Em resumo, portanto, a função da máscara é cobrir as “portas de entrada e de saída” do vírus no organismo. Daí vem a importância de jamais deixar os lábios e as narinas expostos.

Para que a proteção seja efetiva, o ideal é que a máscara cubra o nariz inteiro e desça até o queixo, de modo que não sejam formados vãos por onde gotículas possam entrar. O equipamento não vai se mover pelo rosto, vai moldar-se a ele.

A vedação precisa ficar completa. Mas é importante que o ajuste seja feito ainda em casa, com as mãos limpas. Não adianta fazer a adaptação no transporte público. Além de se expor ao vírus enquanto mexe na máscara, você vai manuseá-la sem a higienização correta.

Quando for fazer uma pausa para a refeição, por exemplo, jamais coloque a máscara sobre a mesa, porque a superfície pode estar contaminada. Quando for retirá-la, puxe pelos elásticos laterais e guarde-a num saquinho limpo.

Se a sua máscara for descartável, coloque-a sempre dentro de um saco (de papel ou de plástico) antes de jogá-la na lixeira. Isso evita que alguém, ao recolher o lixo, encoste na máscara contaminada e se infecte.

Se você tossir ou espirrar, por exemplo, lave bem as mãos, tire o equipamento da forma correta e descarte-o em um saco (se for a de tecido, lave-a). Higienize as mãos novamente e coloque uma nova máscara.

IMPORTANTE: mesmo de máscara, mantenha distância de mais de 1 (um) metro de outra pessoa

O uso de máscara não reduz ou substitui a necessidade das medidas de higiene preconizadas e a manutenção do distanciamento de mais de 1 (um) metro entre as pessoas.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?