Editorial
1 mês atrás

Mais respeito, por favor

Sem nenhuma preocupação ou incentivados por quem acha que a doença não é tão perigosa assim, algumas pessoas quebraram as barreiras da quarentena e colocam em perigo a vida de tantos outros, principalmente idosos e aqueles com doenças crônicas, as mais suscetíveis e com maior risco de morte em caso de infecção pelo coronavírus.

Mais respeito, por favor
(Foto: Reprodução/Pixabay)

Desde que começou a liberação gradual das atividades comerciais, alguns passaram a se reunir cada vez mais em bailes, festas, praias, bares e outros locais achando que tudo está normal quando chegamos à marca de 107 mil mortes em decorrência da Covid-19.

De forma errada e por conta própria, tem quem decretou o fim da quarentena e, para piorar, promoveu-se encontros flagrados e publicados nas redes sociais com total falta de cuidados e protocolos, como manter o distanciamento, além da higienização necessária.

Triste ter de se preocupar com isso, quando ainda vemos pessoas sofrendo pelo ente querido em razão da doença. No caso dos jovens e adolescentes rebeldes, nada se pode fazer para que entendam o perigo dessas atitudes dando a oportunidade de trazer para dentro de casa o vírus e contaminar pai, mãe, avós, tios, crianças e demais parentes.

É complicado para quem está acostumado a curtir a vida sem se preocupar com o amanhã, ficar preso em casa. Mas trata-se de uma pandemia mundial como milhões de mortes já registradas que tendência a demorar mais, caso não haja colaboração. As coisas estão, aos poucos, voltando ao normal. Contudo, se não houver compreensão, em especial da galera mais jovem, a piora é inevitável e então teremos de voltar à estaca zero.

O esforço e respeito devem ser de todos. Respeito aos médicos, enfermeiros, motoristas, jornalistas, policiais, bombeiros e tantas outros profissionais que não puderam parar, principalmente no caso dos profissionais de saúde, dando a vida para salvar a do próximo.

Vamos deixar a ideologia política de lado nessa hora. A consciência deve ser de cada um. Não importa o que uns e outros defendem. O que se cobra é o direito de viver que todos temos. Falamos de vidas que são perdidas diariamente por conta dessa pandemia que chegou sem pedir licença e ainda está por aí.

Vamos ter um pouco mais de paciência para que tudo volte ao normal o mais rápido possível. Torcer por aqueles que dia e noite buscam pela vacina, para que ela permita o combate do coronavírus. Enquanto as coisas caminham, ainda que lentamente, fica o apelo de mais respeito, por favor!

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?