Editorial
4 meses atrás

Liberdade plena

Com lamentações, ironias, indignação e controvérsias o caso envolvendo a libertação do ex-ministro José Dirceu, condenado na Operação Lava jato, foi assunto nessa semana. Para variar, mais um capítulo trágico para a operação que parece perder forças e favorecendo aqueles que, declaradamente, confirmaram ter feito parte de um esquema durante o governo petista, que desviou dinheiro da Petrobras.

Liberdade plena
(Reprodução)

No caso de Dirceu, depois de celebrar a saída da prisão, aplaudiu a decisão pelo veto da tornozeleira eletrônica, determinação expedida pelo ministro Dias Toffoli, ex-funcionário dos petistas presos.

Decisões como essas, fazem com que o brasileiro realmente perca a esperança de um País melhor e atrapalha a reconquista da confiança daqueles que se afastaram do Brasil após tantos escândalos políticos acarretando em resultados econômicos ruins para a Nação.

Mas esse tem sido o rumo tomado dessa terra sem lei. Ou melhor, com a lei sendo aplicada apenas para alguns. Por essas e outras que os menos esclarecidos tomam como exemplo o que fizeram Lula, Dirceu, Cabral, Eike Batista, que pintaram e bordaram e podem se ver livres de punições e assim, procedem da mesma forma.

Roubou, tem pagar. Matou, tem de ser preso e cumprir e se assim foi, que cumpra até o final a penalidade e sem regalias. Mas é querer demais em um País onde os que tem uma vida privilegiada sempre estão acima dos demais, mesmo a lei que, em tese, deveria ser única para todos.

O veto ao monitoramento eletrônico do petista, aliás, foi ironizado pelo juiz Sérgio Moro, responsável por mandar colocar o equipamento e, depois, ter de voltar atrás por cumprir a determinação do ministro Dias Toffoli, da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal, que anteriormente entendeu que Dirceu representava risco, mas agora não representa mais.

Infelizmente estamos próximos de ver uma operação que mostrava-se capaz de colocar atrás das grades todos que causaram um verdadeiro rombo nas contas do País com o desvio de dinheiro público, cair por terra. Com certeza, com essa decisão do ex-funcionário de Dilma e Lula, desencadeia-se a corrente de libertação a outros tantos envolvidos nesse e noutros esquemas que ainda causam prejuízos diretos ao povo brasileiro, hoje desmotivado até de torcer pela seleção que tantas alegrias já deu a essa Nação.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?