Caieiras
2 semanas atrás

Juiz anula contrato da Fundação Juquery. Área da Saúde de Caieiras virou um caos

Em sentença publicada na quinta-feira, 25, o Juiz do Fórum de Caieiras, Dr. Peter Eckschmiedt, julgou procedente a ação em favor da Aceni, Associação das Crianças Excepcionais de Nova Iguaçu, e a organização social pode retomar as atividades frente ao pronto-socorro da cidade que administrava desde 2017, mas teve seu contrato interrompido, de forma arbitrária, pelo prefeito Lagoinha.

Juiz anula contrato da Fundação Juquery. Área da Saúde de Caieiras virou um caos
Foto: Arquivo RN

Com essa decisão do Juiz, fica anulado o contrato da Fundação Estatal Regional de Saúde Desenvolvimento Social da Bacia do Juquery, presidida por Marcus Brandino Celeguim de Moraes, irmão do ex-prefeito Kiko Celeguim, escolhida por Lagoinha para assumir a gestão do PS.

Em parte do processo que pode ser lido no fim da matéria, Dr. Peter Eckschmiedt conclui que a rescisão promovida pela prefeitura de Caieiras ocorreu de forma abrupta e sem contraditório, além de não permitir ampla defesa a Aceni.

Veja a sentença na íntegra clicando aqui.

Confusão

Toda confusão teve início em 12 de fevereiro quando a Secretaria Municipal de Saúde de Caieiras publicou uma nota nas redes sociais informando sobre a troca da administração do pronto-atendimento alegando a quebra de contrato por não cumprimento por parte da Aceni.

O assunto ganhou mais repercussão quando a prefeitura anunciou a Fundação Estatal Regional de Saúde Desenvolvimento Social da Bacia do Juquery como substituta. Logo, surgiram boatos de mais um possível acerto de contas com políticos de Franco da Rocha que apoiaram a candidatura de Lagoinha nas eleições de 2020. Os rumores foram confirmados quando divulgado os nomes de representantes da Fundação Juquery a começar pelo presidente Marcus Brandino Celeguim de Moraes, irmão do ex-prefeito Kiko Celeguim. Ainda aparece como vice-presidente da entidade a atual Secretária Municipal de Saúde, Grazielle Cristina dos Santos Bertolini.

Contrariada com a decisão por parte da prefeitura de Caieiras, a Aceni ingressou na Justiça um Mandado de Segurança Cível e teve parecer favorável do Juiz Dr. Peter Eckschmiedt em 12 de fevereiro.

No entanto, no dia seguinte, o desembargador Eutalio Porto, revogou a liminar diante da alegada prestação de serviço de saúde na convivência da administração pública municipal.

Profissionais pedem para sair

As ações tomadas pela atual gestão em relação a Saúde de Caieiras deixa os munícipes muito preocupados. Em plena uma pandemia que já matou mais de 300 mil pessoas, esse imbróglio promovido pelo prefeito Lagoinha chega em péssimo momento.

A situação é tão caótica, que profissionais da área estão pedindo exoneração do cargo. O jornal Regional News teve conhecimento de pelo menos três casos, dois deles no Centro de Reabilitação, tão fundamental nesse momento.

Festa em péssimo momento

Em meio ao caos que a área a Saúde de Caieiras enfrenta, a secretária Grazielle Cristina dos Santos Bertolini promoveu festas no segundo andar do Paço Municipal. A primeira comemoração ocorreu em 5 de março para festejar seu aniversário. A segunda foi realizada no dia 8, para celebrar o Dia Internacional da Mulher, com muita aglomeração e pessoas sem máscara.

 

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?