Editorial
2 meses atrás

Incendiando o bolso da corrupção

Ainda repercute em todo Brasil e fora dele as questões das queimadas na Amazônia e Estados do norte brasileiro. As chamas que queimaram boa parte da floresta, também fez revelações jamais vista na história dessa nação. Uma delas indica o quão criminosa é essa ação que teve início como prática primitiva da agricultura, destinada principalmente à limpeza do terreno para o cultivo de plantações ou formação de pastos, mas que deu lugar a interesses escusos, como a maioria das coisas nesse país.

Incendiando o bolso da corrupção
(Imagem: Reprodução)

Triste ter de falar dessa questão, ainda mais próximo ao Dia da Árvore, celebrado em 21 de setembro e instituído com o objetivo principal de conscientizar a respeito da preservação desse bem tão valioso.

Vimos de forma desastrosa e criminosa o símbolo da natureza e uma das mais importantes riquezas naturais que possuímos, a árvore, e toda vegetação serem queimadas de forma covarde por quem perdeu a ‘boquinha’ até então existente, mas que ficou dificultosa com a troca de governo.

Uma nova gestão que comete gafes, mostra-se intolerante às mamatas que sustentavam àqueles que desmatavam à torta e direita par acumular riquezas pessoais. Bastou cortar as benesses e as máscaras caíram. Revoltados, os envolvidos em esquemas na Amazônia tocaram o terror e ainda divulgaram para que ganhasse proporção e ajuda de líderes mundiais. Mas o tiro saiu pela culatra com o posicionamento firme do atual governo quando, de forma corajosa garantiu a posse da floresta amazônica ser verde-amarela.

Que assim siga, sem aceitar tantas irregularidades, muito menos que criminosos que só pensem em si próprios e acabem com a diversidade exclusiva de espécies arbóreas existentes, fundamentais para a vida na Terra em seus seis continentes por vários fatores.

Que as investigações não sejam interrompidas e os autores colocados atrás das grades. Aliás, a impunidade é que incentiva esses bandidos a continuarem fazendo o errado, sem medo dos resultados ou consequências.

Esse escândalo está no relatório feito e divulgado pela ONG Human Rights Watch que denuncia a ação de redes criminosas responsáveis pelo impulsionamento do desmatamento e das queimadas na Amazônia, com a participação de invasores de terra e fazendeiros que contam com a proteção de milícias armadas. Uma cadeia criminosa que mata pessoas de bem e defensores da natureza e ameaça a Floresta Amazônica.

Que o governo mantenha pulso firme e, já que conta com ajuda de potências como os EUA no combate aos incêndios, mostre quem manda nesse País.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?