Bem Estar e Saúde
1 mês atrás

Gastrite é diferente de dor no estômago

Conhece aquela dor de estômago misturada com um desconforto local que insiste em ficar e não passa mesmo com remédios comuns para azia e má digestão? Muitas pessoas acreditam que o nome disso é gastrite, mas a verdade é que pode ser apenas uma reação do organismo a algum alimento, bebida alcoólica ou medicamento ingerido.

Gastrite é diferente de dor no estômago
Foto - Divulgação

Para entender exatamente o que é gastrite é fundamental fazer o diagnóstico correto do problema. O médico gastroenterologista Bruno Sander, cirurgião endoscópico, explica de forma detalhada o que é a gastrite e como os sintomas podem desaparecer. “Trata-se de uma inflamação localizada na mucosa, um revestimento interno do estômago e pode ser dividida, principalmente, em aguda e crônica. No entanto, independente da classificação, geralmente uma dieta balanceada, fracionando as refeições durante o dia ajuda a melhorar os sintomas”.

Ainda de acordo com especialista, o abuso do álcool, cigarro, café e alimentos condimentados influenciam negativamente em todos os tipos de gastrite, a não ser a eosinofílica, que é um tipo de gastrite alérgica.

Risco de câncer no estômago

De todas as gastrites, a crônica é a que apresenta algum risco de causar um tipo de câncer no estômago. Nesse caso, um médico gastroenterologista deverá ser procurado e um exame de endoscopia trará o diagnóstico.

“No geral, a dor de estômago, azia, má digestão e enjoos não são sintomas de gastrite. Comer ou beber em excesso no dia anterior pode causar essas dores, que passam com o tempo. A dica é abusar do consumo de água e manter uma alimentação leve no dia seguinte, para aliviar os sintomas”, orienta Sander.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?