Francisco Morato
3 meses atrás

Francisco Morato completa 53 anos de emancipação

Francisco Morato completa 53 anos de emancipação
Vista área de parte da cidade de Francisco Morato em 2003 (Arquivo RN)

Considerada uma das maiores cidades da Região Metropolitana de São Paulo, Francisco Morato completa em 21 de março 53 anos de emancipação político-administrativa.

Com população estimada em 171.602 pessoas, de acordo com o IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sua história começa na pequena Vila Bethlém, sede da Companhia Fazenda Belém, empresa associada à São Paulo Railway Company.

Seu crescimento, a partir da segunda metade do século XIX, acompanhou o da Estrada de Ferro Santos-Jundiaí. A formação do município esteve, portanto, ligada não só ao desenvolvimento da ferrovia, mas às transações que a envolveram. No início serviu de acampamento para os operários que trabalhavam na construção dos túneis da ferrovia.

Com a encampação da São Paulo Railway pelo governo brasileiro, a Companhia Fazenda Belém foi loteada e o antigo povoado tornou-se distrito do município de Franco da Rocha, em 24 de dezembro de 1948.

Nesta data recebeu o nome de Francisco Morato, homenagem ao professor da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, que resolveu o litígio da divisa entre São Paulo e Minas Gerais.

Acolhida pela Câmara Municipal de Franco da Rocha, o distrito de Francisco Morato emancipou-se político-economicamente em 21 de março de 1965, depois de um plebiscito realizado no distrito e aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado.

Deixe seu comentário

Nota do Editor: Os comentários não são editados e são de responsabilidade dos autores. Não refletem a opinião do jornal Regional News.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?