Editorial
2 semanas atrás

Fora PT, opção da maioria

A palavra renovação define o que foram as eleições no Brasil nesse ano. Enquanto pessoas e partidos poucos conhecidos sugiram como surpresa, grandes nomes e siglas tradicionais como PT, MDB e PSDB afundaram no barco que eles mesmos deram início ao naufrágio.

Fora PT, opção da maioria
(Ford/Reprodução)

Na onda do fenômeno Bolsonaro, os pequenos surfaram e agora vão comandar vários Estados, comprovando que o brasileiro quando quer consegue responder, à altura, em meio a tantos canalhas que estavam no poder há anos e pouco fizeram pela sociedade. Ao contrário, roubaram o dinheiro do povo.

O PT, por exemplo, caiu e tem menos governadores. O mesmo ocorreu com outras siglas ‘poderosas’. Um sinal que representa os resultados dessa eleição diferente de todas as outras mesmo num País onde a república federativa é quase unitária, com estado e municípios dependendo de verba da União para sobreviver, o que deve aproximar ainda mais as esferas.

Espera-se que, com essa radical mudança junto a Câmara e o Senado, possamos ver pessoas interessadas em corrigir as Leis, afinal, como se sabe, o Presidente não realiza seus planos sem ter ao seu lado o voto do Congresso.
Mas isso deve ser natural se considerarmos o que ocorreu na corrida eleitoral. Mesmo tirado das ruas após o atentado, Bolsonaro partiu para as redes sociais, outra diferença marcante dessa corrida eleitoral, e mesmo assim o vencedor atraiu votos para deputados estaduais, federais, senadores e governadores.

Por outro lado, quem injetou milhões na campanha, foi às ruas, usou o nome de um ex-ídolo e hoje presidiário para angariar votos num primeiro momento, mas depois recuou por sentir que o líder não era mais tão querido, acabou derrotado. O pior foi ouvir um discurso sem humildade, sem capacidade de aceitar, tampouco reconhecer o fracasso. O PT sendo PT, continuou dando um péssimo exemplo e se empenhou na nítida intenção de dividir o povo que lhes meteu um pé na tarraqueta.

Como prevaleceu o estado democrático e o povo quis renovar, os votos são para que o candidato eleito cumpra com suas promessas e mostre que para ser mais do aqueles que governaram o País nos último 12 não, não precisa muito. Basta mostrar amor pelo Brasil e pelo povo e não se deixar levar pelas benesses que o poder proporciona.
Que este novo governo seja para todos e não para alguns como foi até aqui.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?