Mairiporã
1 mês atrás

Febre amarela liga sinal de alerta em cidades da região

Febre amarela liga sinal de alerta em cidades da região
(Imagem: Reprodução)

Até a quinta-feira, 11, ao menos 13 pessoas tinham morrido vítimas da febre amarela silvestre no Estado de São Paulo. Os últimos óbitos foram confirmados na terça-feira, 9. Duas mortes ocorreram em Atibaia e foram confirmadas pela prefeitura. A terceira vítima tinha 48 anos e estava internada no Hospital Leforte, no bairro da Liberdade, no centro da capital paulista.

A cidade de Atibaia faz limite com o município de Mairiporã, onde três mortes pela doença foram confirmadas neste início de ano. Na febre amarela silvestre, os mosquitos Haemagogus e Sabethes, que vivem nas matas, transmitem o vírus, e os macacos são os principais hospedeiros. Esses insetos picam o macaco contaminado e transmitem o vírus a uma pessoa suscetível, que não foi vacinada e que adentra uma área silvestre. Já a febre amarela urbana, que não existe no país desde 1942, é transmitida quando o mosquito urbano, o Aedes aegypti, pica uma pessoa doente e depois outra pessoa suscetível, transmitindo a doença.

Com a maioria dos casos tendo ligação com a cidade de Mairiporã, os moradores de Caieiras e Franco da Rocha, municípios limítrofes, devem ficar atentos, evitando áreas de mata, além de buscar a imunização para aqueles que ainda não foram vacinados.

(Busca por vacina aumentou em postos de saúde de Caieiras e região)

Na “Cidade dos Pinheirais”, a Vigilância Epidemiológica está investigando uma morte suspeita por febre amarela. Segundo a pasta, a pessoa foi atendida pela rede hospitalar de São Paulo e notificado pelo Sinan, Sistema de Informação de agravo de Notificação. Foi realizada a coleta de amostras para análise laboratorial e encaminhada ao Instituto Adolfo Lutz. No momento, o setor está no aguardo de resultados e informou que, até o momento foram registrado 17 óbitos em primatas não humanos totalizando 13 casos positivos, três negativos e um em análise.
Imunização

De acordo com a prefeitura de Caieiras, até a presente data foram imunizados 75.685 cidadãos. A vacina continua disponível diariamente em três unidades: Cias, UBS Vera Tereza e policlínica Laranjeiras. Todos com atendimento das 8 às 17 horas.

As ações também continuam nos bairros. Até 12 de janeiro, a Vigilância Epidemiológica está com um posto volante de vacina no Jardim Nova Era e Jardim Esperança. No sábado, 13, uma equipe estará no Posto da Guarda Municipal na Santa Inês, das 9 às 13 horas.

Ainda segundo a prefeitura, agentes de controle de vetores estão realizando ações de bloqueio de criadouros, com orientações à população no Bairro Santa Inês, que faz divisa com Mairiporã.

Podem tomar a vacina:

Crianças a partir dos nove meses até idosos com 60 anos.

Não podem tomar a vacina:

Grávidas e mulheres que estão amamentando crianças menores de seis meses.

Doentes com câncer que fazem quimioterapia ou radioterapia.

Pessoas com alergia a ovos ou derivados.

Portadores de HIV ou qualquer doença que atinja o sistema imunológico.
Transplantados.

No caso dos idosos com mais de 60 anos, é preciso avaliação médica. Quem já tomou a dose da vacina contra a febre amarela tem imunidade para vida toda.

Deixe seu comentário

Nota do Editor: Os comentários não são editados e são de responsabilidade dos autores. Não refletem a opinião do jornal Regional News.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?