Cotidiano
4 dias atrás

Extrema pobreza aumenta e chega a 13 milhões de pessoas no Brasil

Um levantamento feito pelo IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, divulgado na quarta-feira, 6, apontou que mais de 13 milhões de pessoas foram identificadas em condições de extrema pobreza no Brasil, em 2018.

Extrema pobreza aumenta e chega a 13 milhões de pessoas no Brasil
(Foto: Rita Martins)

De acordo com a publicação, de 2012 para 2018, o percentual subiu de 5,8% da população para 6,5%, um recorde em sete anos. As informações foram apresentadas na SIS, Síntese de Indicadores Sociais. O número total é de 13,5 milhões de pessoas com uma renda mensal per capita menor que R$ 145, ou US$ 1,9 por dia. O critério estabelecido para a classificação de extrema pobreza foi criado pelo Banco Mundial.

O resultado identificado no ano passado tem 4,5 milhões de pessoas a mais do que em 2014, quando o Brasil registrou os menores índices de desemprego.

Na análise por estados, o Maranhão registou a maior taxa de pessoas com rendimento abaixo da linha da pobreza, 53% da população. Na contramão, Santa Catarina registrou o menor percentual para a população pobre, além de ter a menor desigualdade. Na análise por regiões, Norte e Nordeste apresentaram os maiores índices para quantidade de pessoas pobres no país, com resultados acima da média nacional.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?