Bem Estar e Saúde
1 mês atrás

Doação de órgãos, um ato de heroísmo

Em 27 de setembro, se comemora no Brasil o Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos. Tratado como um ato heroico que pode salvar muitas vidas, a ação ainda sofre resistência, embora o País seja referência mundial na área de transplantes e possui o maior sistema público de transplantes do mundo.

Doação de órgãos, um ato de heroísmo
(Foto: Reprodução)

De acordo com o Ministério da Saúde, atualmente, cerca de 96% dos procedimentos de todo o País são financiados pelo SUS, Sistema Único de Saúde.

Em números reais, o Brasil é o 2º maior transplantador do mundo, atrás apenas dos EUA. Os pacientes recebem assistência integral e gratuita, incluindo exames preparatórios, cirurgia, acompanhamento e medicamentos pós-transplante, pela rede pública de saúde.

Mesmo tendo a importância que tem, não é encarado dessa forma por boa parte da população. Por isso, a necessidade de campanhas para que o ser humano se conscientize da seriedade do ato de doar um órgão.

Doar órgãos é doar vida

Motivos não faltam, embora muito pessoal, para ser um doador de órgão. Caso tenha interesse, a primeira medida a se tomar é avisar a família. Dentre os principais passos estão uma conversa com os familiares sobre o desejo de ser doador e deixar claro a eles que devem autorizar a doação de órgãos. Especificamente no Brasil, a concessão de órgãos só será feita com uma autorização familiar.

Diferente de outros país, aqui a legislação brasileira não garante efetivamente a vontade do doador. Contudo, em grande parte dos casos, quando a família tem conhecimento desse desejo do parente falecido, ele é acatado.
Por essa razão, o diálogo e clareza com os parentes sobre a intenção de ser doador são fundamentais, essenciais e necessários. Caso contrário, pode não ter o desejo atendido.

Outra maneira de ter a intenção atendida é por meio judicial. A vontade do doador, claramente registrada, pode ser aceita, caso haja decisão nesse sentido. Para tanto, reforça-se a vontade do doador em comunicar a família.

Outras informações podem ser obtidas junto ao Ministério da Saúde.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?