Editorial
2 meses atrás

Diga não agora para voltar à rotina em breve

Ao chegar à triste marca de 52 mil mortes e mais de um milhão de casos de Covid-19 no Brasil, fica impossível não falar novamente do coronavírus. Esses números foram alcançados em menos de quatro meses desde descoberta do primeiro infectado no final de fevereiro.

Diga não agora para voltar à rotina em breve
(Foto: Reprodução/Pixabay)

Para alguns, são apenas números e não representam nem 3% da população brasileira. Mas para o filho que perdeu o pai, o neto que perdeu o avô, o sobrinho que não pode se despedir da tia, bem como irmão, cunhados, primos e vice-versa, são vidas valiosas que se foram.

Já são quase quatro meses escrevendo sobre esse assunto que para muitos e para nós mesmos se tornou chato. É verdade. Porém, ainda não podemos fugir do assunto. Uma pena, mas ainda não chegou o momento de esquecer esse vírus e, muito menos relaxar de forma irresponsável, como estamos presenciando, principalmente no interior da grande capital, epicentro da contaminação.

Falemos em relaxamento: ainda não é hora de baixar a guarda. O adversário, que é invisível, continua forte e pronto para abater covardemente, sem ao menos esperar a defesa.

Por isso, só podemos parar de falar sobre esse assunto, quando todos colaborarem. Isso mesmo, todos precisam entrar nessa luta. Não tem como apenas alguns fazerem sua parte e outros, darem de ombros em nome de uma juventude moderna e que tudo pode.

Enquanto uns precisam levantar de madrugada e encarar o transporte público lotado pela obrigatoriedade de trabalhar nesse período, ainda existem aqueles que não estão nem aí para a situação. São os que continuam se reunindo em festas, pancadões e demais eventos, sem quaisquer cuidados sanitários, uso de máscara e outros.

Essas pessoas precisam ter respeito pelo próximo. Por aqueles que estão na linha de frente dando a vida deles para salvar a dos outros. Diga-se médicos, enfermeiros, policiais, motoristas, entre tantos outros.

A rotina mudou. Vai ter o tempo de voltar a se reunir e aproveitar uma música com os amigos. Mas agora, é preciso ter consciência para depois não reclamar e sair por aí chutando porta de hospital atrás de vaga.

Estamos diante de um caos, sem perspectiva de fim e essa pandemia ajuda os governos corruptos a serem mais corruptos ainda.

Pense nisso e saiba dizer não às festas e aglomerações agora para que os resultados positivos da normalidade sejam os mais breves possíveis e tudo volte ao normal para que esse pesadelo não nos encontre e então façamos parte dessa estatística avassaladora.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?