Caieiras
9 meses atrás

Criança continua desaparecida e mãe faz apelo em busca de informações

Em janeiro de 2017, o jornal Regional News divulgou o caso do desaparecimento do pequeno Rick Cauã Rocha da Silva, de 9 anos, que saiu de casa, no Portal das Laranjeiras, em Caieiras, sem dar notícias aos familiares. Um ano se passou, e a criança continua sumida e os pais sem qualquer evidências do que ocorreu.

Criança continua desaparecida e mãe faz apelo em busca de informações
Foto de Rick divulgada dias após o desaparecimento (Arquivo Pessoal)

Nesta segunda-feira, 8, o jornal Regional News conversou com Eliane Rocha da Silva, mãe do menino, que emocionada fez um apelo em busca de informações de seu filho. Confira no vídeo abaixo.

De acordo com ela, desde que desapareceu, apenas um contato foi feito com a família dizendo que seu filho estaria em Perus, São Paulo. Buscas foram feitas por ela e o marido, mas sem sucesso.

Ao jornal, Eliane falou que a porta de sua casa estava trancada quando Rick desapareceu e que apenas uma janela estava aberta. “Ele já tinha tentado fugir de casa outras duas vezes. Por isso, eu sempre deixava a porta trancada.  Como dormia na sala, fui dar falta dele por volta das 11 horas. Foi quando percebi a janela aberta e desconfio que tenha saído por lá”, disse a mãe.

Na primeira entrevista feita com as conselheiras tutelares, elas informaram que Rick saiu de casa sem levar nada, apenas a roupa do corpo. Ele tem uma pequena verruga próximo ao olho esquerdo.

O caso continua sendo acompanhado pelo Conselho Tutelar de Caieiras e também pela Polícia Civil.

Qualquer detalhes ou pista deve ser passado para o Conselho Tutelar nos telefones 4445-4500 e 99942-5953 ou diretamente para a polícia.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?