Bem Estar e Saúde
3 semanas atrás

Creme dental diminui concentração de bactérias

Os cremes dentais servem, basicamente, para diminuir a concentração de bactérias que prejudicam a saúde bucal. Para isso, uma série de compostos químicos entra em ação fortalecendo os dentes, equilibrando a acidez na boca, retirando restos de alimentos e removendo a placa bacteriana “grudada” nos dentes. Os primeiros dentifrícios eram pastosos ou em pó, compostos de ingredientes naturais como frutas, mel, flores secas e até rato, fígado de lagarto e urina.

Creme dental diminui concentração de bactérias
(Foto: Reprodução)

Com a adoção de substâncias menos corrosivas e conservantes do produto, o creme dental popularizou-se no início do século 19 – antes disso, a maioria usava apenas escova e água. Mas o grande upgrade aconteceu em 1955, com o acréscimo do flúor (ou fluoreto de sódio), capaz de combater a cárie – doença oral mais comum no mundo.

Boca Livre
Vale tudo para combater bactérias causadoras de cáries, tártaro, mau hálito e outras nojeiras bucais.

Umectante
A glicerina é um dos umectantes comestíveis mais comuns nos cremes dentais. Ela retém a água do produto e evita o ressecamento e endurecimento dentro do tubo. Manter a cremosidade da pasta é fundamental para que a faxina seja eficaz.

Detergente
Os elementos detergentes da fórmula – lauril sulfato de sódio ou outro tipo de sulfato – estão também em outros produtos de higiene, como xampus. Esses agentes espumantes mantêm os ingredientes de limpeza espalhados por toda a boca durante a escovação.

Antisséptico
Os antissépticos ou conservantes evitam a degradação do produto dentro da embalagem. Mas devem ser usados moderadamente na formulação para não matar todas as bactérias que vivem na boca, já que algumas são benéficas para a saúde bucal.

Abrasivo
Partículas abrasivas insolúveis compostas de carbonato de cálcio, por exemplo, acabam com a festa das bactérias, removendo restos de alimentos dos dentes e até a placa bacteriana. Essa varredura geral previne a formação da cárie e do tártaro.

Flavorizante
Sem os flavorizantes, o gosto de sabão dos elementos detergentes tornaria a escovação insuportável. São eles que propiciam os vários sabores artificiais disponíveis, a sensação de frescor e o efeito aromatizante que ameniza o mau hálito originado na cavidade bucal.

Flúor
O flúor é o herói da saúde bucal, pois, levado aos dentes pela saliva ou pela circulação sanguínea, acelera a recomposição do esmalte, que é desgastado pela ação das bactérias que traçam os restos de comida – principalmente os açúcares – e abrem caminho para a cárie.

Fonte: SuperInteressante

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?