Cidades
2 meses atrás

Coronavírus gera medo na população em toda região

Chegamos à segunda semana de quarentena e isolamento social e muito ainda está por vir devido a pandemia do Coronavírus que assola não apenas o Brasil, mas o mundo. Infelizmente aqui, o número de pessoas infectadas e de mortes aumentou de uma semana para outra e o São Paulo continua sendo o Estado com maior número de óbitos.

Coronavírus gera medo na população em toda região
Vários pontos de Caieiras recebem lavagem especial com água e cloro (PMC)

Na região, até a quarta-feira, 1º, a cidade de Caieiras apresentava 63 casos notificados, 33 aguardando resultado, 21 descartados e dez confirmados. A primeira morte pelo Covid-19 na cidade foi computada. Trata-se de uma idosa de 65 anos que estava internada no Hospital das Clínicas, em São Paulo. Ela faleceu no dia 29, mas apenas nesta terça-feira, 31, foi confirmado ser por Coronavírus.

Em Franco da Rocha, pessoas com sintomas não graves em monitoramento domiciliar somavam 218, dois casos foram descartados e quatro confirmados. Já em Francisco Morato, a situação era a seguinte: 67 casos em investigação, oito descartados, com dois casos confirmados para a Covid-19.

Para minimizar os impactos dessa pandemia, as prefeituras adotaram algumas ações. Em Caieiras, o destaque foi a lavagem especial de ruas feitas pela Defesa Civil para evitar a propagação do novo coronavírus. A solução de água e cloro foi depositada em quase todas as ruas até a tarde de terça-feira, 30. Um reforço será feito nas principais vias da cidade em breve.

Em Franco da Rocha, um hospital de campanha foi montado para auxiliar no combate a Covid-19. A estrutura provisória para atendimento aos franco-rochenses que possam vir a contrair o vírus está sendo levantada no Parque Municipal Benedito Bueno de Morais. Ela conta com mil metros quadrados, tem capacidade para 40 leitos e deve prestar atendimento em breve.

Vários pontos de Caieiras recebem lavagem especial com água e cloro (PMC)

Hospital de campanha está sendo montado em Franco da Rocha (Divulgação)

 

Gás de cozinha

O início do final de semana passado foi marcado pela corrida das pessoas em busca do gás de cozinha. Foi possível registrar essa situação em várias cidades. Filas enormes se formaram em frente as revendedoras que não conseguiram atender a demanda.

Mesmo com o esclarecimento da ANP, Agência Nacional de Petróleo, de que não há razão para corrida da população às revendas e distribuidoras de GLP para compra de botijão, para formação de estoque pelo consumidor em casa, muitas pessoas fizeram isso como aconteceu com o álcool gel, tão logo a quarentena foi decretada e o isolamento social recomendado pelas autoridades.

Somado a essa correria, muitas reclamações quanto ao valor do botijão que em alguns comércios passou a ser vendido pelo de R$ 120,00. Mesmo assim, os pequenos depósitos de bairro não suportaram a demanda e tiveram seus estoques zerados em pouco tempo.

Ainda na terça-feira, 31, o jornal Regional News recebia ligações de pessoas revoltadas com a falta de bom senso de alguns comerciantes devido à falta de informação.

Segundo a ANP, o abastecimento com gás de cozinha está ocorrendo em todo o país, porém, podem ocorrer problemas pontuais, diante da situação de crise.

Além de pedir que os consumidores denunciem o abuso junto aos órgãos competentes, polícia e Guarda Civil Municipal, a agência voltou a recomendar que as pessoas evitem a corrida às revendas, já que a previsão é de que o suprimento siga contínuo.

Busca por botijão de gás de cozinha gerou confusão em várias cidades (Reprodução/Internet)

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?