Caieiras
2 meses atrás

Cidadãos de outros municípios enchem PS de Caieiras e atrasam atendimento

O pronto-socorro municipal de Caieiras voltou a ser alvo de críticas por grande parte dos caieirenses. A quantidade de gente a ser atendida e a demora até passar em consulta com médico são as principais reclamações dos pacientes e acompanhantes.

Cidadãos de outros municípios enchem PS de Caieiras e atrasam atendimento
Recepção lotada e demora para consulta são os principais problemas encontrados pelos que buscam atendimento no pronto-socorro de Caieiras (Foto: Reprodução/Facebook)

Na segunda-feira, 20, o número de cidadãos aguardando na recepção era grande e esse aumento tem ocorrido em razão de pessoas que estão vindo de outras cidades em busca de atendimento médico.

Carina Godoy, moradora do Jardim São Francisco, enfrentou essa situação ao levar a avó e a tia ao PS e alega ter ficado mais de quatro horas esperando até que as duas fossem atendidas. Ela registrou tirou fotos da quantidade de pessoas e encaminhou ao jornal Regional News. “Estive no pronto-socorro com minha avó de 80 anos e minha tia de 60, ambas com gripe, e o que enfrentamos lá foi um verdadeiro descaso. O PS estava lotado e não teve outro jeito a não ser ter paciência e esperar. Mas é revoltante”, declarou.

Outras declarações mais ríspidas foram disparadas a administração pública. “Minha filha precisou esses dias de assistência médica e acabou não conseguindo ser atendida. Virou uma bagunça”, falou Adriana Almeida.

Roseane Silva pediu a contratação de mais médicos. “Precisamos de mais médicos para atender e população”, disse.
A demora para atender pessoas idosas foi citada por Fernanda Costa. “Também estava no pronto-socorro e não está fácil. Muitos idosos esperando horas para ser atendido. Difícil demais”, apontou.

Quantidade de pessoa no PS na segunda-feira, 20, impressionou que esteve no hospital (Arquivo Pessoal)

Falta de especialistas
Na semana passada, o jornal Regional News já tinha recebido alguns telefonemas com pessoas reclamando sobre a falta de cardiologista e urologista na rede municipal de saúde.

Segundo os reclamantes, sem esses profissionais, o agendamento de consultas tem demorado mais que o normal. “A prefeitura está sem cardiologista para atender a população. Espero que providências sejam tomadas”, falou Renata Santos.

Todas as questões e reclamações foram levadas ao prefeito Gersinho Romero que se manifestou ao jornal.

De acordo com ele, ocorreu um aumento na demanda de atendimento no pronto-socorro e isso também o deixa preocupado. “Estou aflito com a situação porque aumentou demais o número de pessoas que buscam consultas emergenciais. Porém, ocorre que entre 40 e 50% desse crescimento, se deve a vinda de pessoas de outras cidades. Não sei o que está acontecendo, mas estamos tendo problemas com isso. Se tivéssemos como atender apenas os caieirenses, não teríamos tantas reclamações”, revelou.

O gestor público ainda falou sobre investimento na área da saúde. “Minha responsabilidade é de gastar 15% com a saúde e estou investindo 29% todos os meses. Mas peço a confiança de todos porque tenho buscado minimizar a questão. Já contratamos médicos por meio de concurso e as coisas estão se encaixando. Vamos construir um novo pronto-socorro. Estamos na fase de projeto e o que eu puder fazer para melhorar a saúde de Caieiras, vou fazer”, disse Gersinho.

Sobre a falta de especialistas, informou que tem dois cardiologistas e um urologista atendendo e que as pessoas podem procurar a consultas que é feita nas unidades básicas da cidade.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?