Caieiras
3 meses atrás

Cidadãos apontam problemas na cidade de Caieiras

Cidadãos apontam problemas na cidade de Caieiras
Escadão no Jardim dos Eucaliptos está afundando e preocupa quem passa pelo local. Outras questões na cidade foram levadas a conhecimento do prefeito (Regional News)

Algumas questões que demandam interferência da prefeitura de Caieiras em busca de solução continuam aborrecendo os moradores de diferentes bairros. Por essas e outras razões, conforme as reclamações vão chegando ao jornal Regional News, elas são encaminhadas à municipalidade que promete providências e busca atender aos reclamos dos cidadãos.

Nesta semana, alguns problemas foram registrados no Jardim dos Eucaliptos, Vitória, Jardim Morro Grande, além de críticas para a falta de material escolar na rede de ensino. O caso mais grave ocorreu na sexta-feira, 2, quando a chuva forte que atingiu a cidade casou incidentes na quadra de esportes na Avenida Armando Sestine. Por meio do whatsapp do jornal, um morador do bairro encaminhou dois vídeos com a quadra totalmente alagada, com crianças brincando no aguaceiro e questionando a falta de um responsável pelo espaço. Na descrição das imagens mandou a seguinte mensagem: “olha a situação das nossas quadras. Realizam tantos festivais nesse ginásio e não sobra verba para reformar?”, questionou.

Boca-de-lobo, no Jardim Vitória, está na programação de manutenção (Arquivo Pessoal)

Quadra esportiva no Eucaliptos ficou inundada em dia de temporal (Arquivo Pessoal)

Ainda no bairro, entre as Ruas Violeta e Joaquim Guilherme de Moraes, o escadão existente está afundando e oferece risco aos cidadãos que também pedem a instalação de iluminação pública no acesso.

No Jardim Vitória, uma situação de perigo atinge a Rua Napoleão Bonaparte. De acordo com Mathias, morador do bairro, uma boca-de-lobo com a tampa danificada oferece risco aos transeuntes. “Esse é um problema. Ainda tem a via cheia de entulho, mato alto nas calçadas e outras questões”, apontou.

Reincidente, a falta de material escolar voltou ser problema em algumas escolas. “Todo ano é assim. Só tomam providência quando reclamamos”, disse uma mãe.

Já os moradores do Jardim Morro Grande cobram da prefeitura uma solução para o abandono que atinge o bairro. Várias questões desfavoráveis que geram transtorno e prejuízo foram apontadas pelos munícipes que buscaram ajuda no jornal Regional News para tornar público o problema.

Dentre as demandas estão calçadas quebradas, mato alto em terrenos invadindo ruas e até o ponto de ônibus, queimadas e o abandono de uma praça dotada de brinquedos na Rua Luiz Lopes Lansac. “Está quase impossível andar pelas calçadas do bairro. Além de danificadas, estão tomadas pelo mato. Por essa razão, temos de caminhar pela rua correndo o risco de atropelamento”, disse uma moradora do local.

Parque infantil no Jardim Morro Grande requer manutenção (Arquivo Pessoal)

Ponto de ônibus sumiu em maio ao matagal (Arquivo Pessoal)

As críticas atingem também proprietários de lotes que não mantém o passeio e terrenos limpos. “É um bairro novo e muitas pessoas ainda não começaram a construir. Porém, também não fazem questão de manter a área limpa. Então, penso que a prefeitura deva cobrar deles o cumprimento da lei”, declarou Fabiana Lopes.

Ao mesmo tempo em que o matagal é um problema por não ser cortado, a situação se agrava quando alguns resolvem dar fim colocando fogo. “O pessoal que tem lote com o mato alto simplesmente colocam fogo sem se importar com os moradores que mal conseguem respirar. Tremenda falta de respeito”, disse Rosa Alves.

Outra situação que demanda solução é a área com parquinho existente no Jardim Morro Grande. “O mato está tão grande que é impossível das crianças acessarem. Fora os bichos que estão aparecendo. A praça está completamente largada pela prefeitura. Um morador da região solicitou à municipalidade a colocação de uma nova balança no local e foi informado que a prefeitura não tem verba para trocar. É inadmissível isso”, esbravejou uma cidadã.

Esclarecimentos

Em busca de respostas para as questões apontadas pelos munícipes, o jornal Regional News conversou com o prefeito Gerson Romero, além de cobrar esclarecimentos da assessoria de imprensa da prefeitura. Veja a entrevista em www.rnews.com.br.

Em relação à quadra, o chefe do executivo explicou que a chuva de sexta-feira, 2, foi atípica e não só causou prejuízo à quadra, mas também em outros lugares, como o Teatro Municipal. “A chuva foi intensa. Mas o importante é frisar que não registramos enchentes e nos locais atingidos o volume de água escoou rapidamente em razão do trabalho feito de desassoreamento do Rio Juqueri. São ações que as pessoas não veem, mas está tendo um significado grande para a administração. Por exemplo, na Avenida Waldemar Gomes Marino e na entrada da cidade, próximo à estação de trem que sempre alagam, não registramos problemas”, declarou Gersinho, pedindo que as pessoas continuem a informar fatos para que, aos poucos, a cidade seja arrumada.

Sobre a falta de material escolar, o prefeito Gersinho alegou já estar solucionando a questão junto a Secretaria Municipal de Educação.

Quanto às questões envolvendo o Jardim Morro Grande, a Secretaria de Obras informou que uma equipe está local executando os serviços que estavam pendentes. Em relação as outras questões, a pasta esclareceu que um grupo seria destinado para atender as reivindicações a partir de quinta-feira, 8.

Deixe seu comentário

Nota do Editor: Os comentários não são editados e são de responsabilidade dos autores. Não refletem a opinião do jornal Regional News.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?