Cotidiano
1 mês atrás

CDHU alerta para golpe do boleto de cobrança falso pelo WhatsApp

A CDHU, Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano, alerta para a ação de golpistas que estão acessando mutuários da companhia pelo Whats App para fazer cobranças falsas.

CDHU alerta para golpe do boleto de cobrança falso pelo WhatsApp
(Foto: Reprodução/Pixabay)

Nas ligações, os estelionatários fazem a cobrança e oferecem negociação em valores inferiores à dívida que a família tem com a CDHU, e ameaçam de retomada de imóvel. Eles pedem para fazer transferência bancária, pagamento por aplicativo na internet ou emitem boleto bancário falso , sempre pelo Whats App, com perfil em que aparece uma imagem de uma moça com crachá com cordão da CDHU.

A CDHU comunica que está tomando todas as providencias necessárias para coibir a ação destes golpistas. “Já determinamos o registro de um boletim de ocorrência por crime cibernético pelos escritórios regionais e uma completa varredura em nossos bancos de dados para verificar se houve violação e acesso a informações sigilosas de nossos mutuários para praticar essa fraude”, afirmou o diretor de Atendimento Habitacional da CDHU, Marcelo Hercolin.

Ele esclarece que a companhia não solicita depósito ou transferência bancária para pagamento de boletos ou quitação de débitos e que todas ações de cobrança judicial, reintegração de posse e despejo estão suspensas por conta da pandemia. “Peço aos mutuários que fiquem atentos a esse novo golpe na praça e, em caso de dúvida, acessem o site http://www.cdhu.sp.gov.br ou liguem para o Alô CDHU no telefone 0800 000 2348”.

As famílias contatadas estão sendo orientadas a fazer Boletim de Ocorrência, independentemente de terem efetuado ou não pagamento.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?