Cidades
4 meses atrás

Casos de Covid disparam e preocupam

Os casos de Covid-19 que deram um salto em todo Brasil que registrou na terça-feira, 18, o recorde de 132.254 novos casos em 24 horas, chegando ao total de 23.215.551 diagnósticos confirmados desde o início da pandemia.

Casos de Covid disparam e preocupam
Foto: Reprodução/Pixabay

Em todo País, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi a 83.630 – a maior marca registrada até aqui, superando pela primeira vez o pico de junho de 2021 – quando chegou a 77.295. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +575%, indicando tendência de alta nos casos da doença.

Com as cidades da região não tem sido diferente. São muitos registros de pessoas buscando atendimento médico nos prontos-socorros e unidades destinadas a casos da nova variante Ômicron da Covid que confirmam a situação.
Embora algumas prefeituras não divulguem dados atualizados, o jornal Regional News fez um levantamento em sites e redes sociais desses governos.

Em Caieiras, entre 20 de dezembro de 2021 e 17 de janeiro de 2022 foram registrados 624 novos casos, totalizando 10.421. Desde o início da pandemia 328 pessoas morreram em decorrência da doença.

Segundo divulgou a prefeitura de Franco da Rocha, os números deram um salto de 260%, comparando todo o mês de dezembro e os primeiros nove dias de janeiro. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, dezembro registrou 185 munícipes positivos para Covid-19, enquanto janeiro, em pouco mais de uma semana, já registra 682 contaminados. Os dados mais recentes de mortes são de 15 de dezembro de 2021 com 411 anotações.

Os dados retirados do site da prefeitura de Francisco Morato mostram a curva de infecção da doença. Segundo consta em gráfico no portal, em 17 de dezembro eram 8.235 pessoas infectadas. Esse número saltou para 8.393 em 17 de janeiro de 2021. Até o momento, 444 pessoas perderam a vida para a Covid.

Em Mairiporã, a informação mais atual remete há 14 de janeiro deste ano apontando 10.266 casos confirmados sem números que permitiam uma comparação com um mês atrás. As mortes somam 260.

No site da prefeitura de Cajamar indicava 6065 casos até a quarta-feira, 16. Também não foi possível encontrar dados para fazer uma comparação com dezembro do ano passado quando o número de infectados começou a aumentar.

Vacinação

Todas as cidades da região deram início a vacinação infantil e reforçam a necessidade dos adultos completarem o esquema vacinal.

Em São Paulo, o secretário de Saúde do estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, afirmou que “nas UTIs, 80% dos internados são de não-vacinados ou de pessoas que não completaram o ciclo vacinal contra a Covid-19.”

Em Minas Gerais, segundo divulgou o jornal Estado de Minas, oito em cada 10 pessoas com Covid-19 internadas com sintomas moderados a grave em Uberlândia estão com o esquema incompleto ou não tomaram a vacina contra a doença.

Nesta quarta-feira, 19, o chefe da OMS, Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, emitiu um alerta aos líderes mundiais de que a pandemia do novo coronavírus “não está nem perto do fim”.

Quem ainda não completou a vacinação ou não tomou a primeira dose deve procurar a unidade básica de saúde de sua residência.

UPA em Caieiras continua abandonada

Em Caieiras, além da falta de informações referentes ao coronavírus, uma situação continua gerando revolta. A UPA que começou a ser construída em 2020 e poderia ser um benefício da população nesse momento, segue abandonada.

 

Obras da UPA foram paralisadas pela atual administração – Foto: Arquivo

O então vereador e candidato a prefeito Gilmar Soares Vicente, o ‘Lagoinha’, em 2020, tentou parar a obra da Unidade de Pronto Atendimento, alegando irregularidades, mas teve a liminar pedida na Ação Popular que assinou negada pela Justiça de Caieiras e o trabalho teve seguimento.

Hoje prefeito, ele não fez questão de dar andamento na obra e também não presta esclarecimentos sobre a unidade de saúde sugerida por ele mesmo por meio da indicação 669/2017.

Siga o Rnews nas redes sociais

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?