Bem Estar e Saúde
3 meses atrás

Campanha de vacinação contra gripe vai até 22 de junho

A campanha de vacinação contra a gripe no Estado de São Paulo foi prorrogada até 22 de junho pela secretaria estadual que segue o calendário definido pelo Ministério da Saúde. A finalidade é ampliar a proteção da população contra a doença.

Campanha de vacinação contra gripe vai até 22 de junho
(foto: Reprodução)

Até esta data, as doses gratuitas continuam disponíveis na rede pública de saúde, para todos os grupos do público-alvo. No Estado de São Paulo, a meta da campanha é vacinar 10,7 milhões de pessoas contra o vírus Influenza. Mais de 9,1 milhões de paulistas já estão imunizados.

A campanha, que ocorre desde 23 de abril, já vacinou mais de 4 milhões de idosos; 1,2 milhão de crianças; cerca de 228,5 mil gestantes e aproximadamente 63 mil puérperas (mães que tiveram filhos nos últimos 45 dias), entre outros.

Considerando a meta, ainda é preciso vacinar cerca de 1,6 milhões de pessoas. O alerta especial na reta final da campanha é para crianças e grávidas, que ainda apresentam cobertura vacinal de 52% e 54%, respectivamente. Todas as regiões abrangidas pelos 17 Departamentos Regionais de Saúde (DRSs) têm cobertura vacinal de aproximadamente 75%.

“Para esses grupos tomar a vacina é especialmente importante para evitar complicações futuras, como pneumonia e internações hospitalares”, afirma a diretora de Imunização da Secretaria, Helena Sato. “A vacina não provoca gripe em quem tomar a dose, já que é composta apenas de fragmentos do vírus que causam a devida proteção, mas são incapazes de causar a doença”, explica.

Segundo recomendação da OMS, Organização Mundial de Saúde, a vacina de 2018 irá prevenir a população alvo contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?