Bem Estar e Saúde
1 mês atrás

Caieiras entra na lista de imunização contra o sarampo

As questões envolvendo os casos de sarampo continuam preocupando quem mora ou está próximo da cidade de São Paulo. É o caso de Caieiras que desde a segunda-feira, 12, passou a integrar a lista de municípios a aplicarem a vacina em bebês com idade entre 6 meses a menores de 12 meses. A medida inclui ainda a aplicação de doses em crianças nessa faixa etária que vão se deslocar para essas cidades. Nesses casos, a vacinação deve ser feita, pelo menos, 15 dias antes das viagens.

Caieiras entra na lista de imunização contra o sarampo
Depois de terem sido debelados e controlados, casos de sarampo no Brasil voltaram a ser preocupação e governo amplia lista de cidades onde existe foco (Reprodução)

A vacina continua sendo a principal forma de evitar o contágio, mas não vem sendo levada a sério, principalmente pelos jovens de faixa etária de 20 a 29 anos, que concentra o maior número de casos, sendo responsáveis por 37% dos registros.

No caso de Caieiras, a prefeitura vinha monitorando a situação por estar ao lado de São Paulo. Em nota divulgada na terça-feira, 13, o Ministério da Saúde informou que foram contabilizados 1226 casos de sarampo no Brasil entre 12 de maio e 3 de agosto. Deles, 1220 aconteceram em São Paulo, 4 no Rio de Janeiro, um na Bahia e um no Paraná. Além deles, há 6678 pacientes investigados com suspeita de infecção.

O prefeito Gersinho Romero que já tinha se manifestado outras vezes explicando o porquê da não realização de campanha na cidade, voltou a falar com o jornal Regional News informando que agora a Secretaria Estadual da Saúde passou a incluir a cidade na lista. “O Governo do Estado olhou para Caieiras e colocou no mapa de campanha. Eu estava sendo cobrado pelos munícipes, mas antes não tinha essa recomendação. Agora tem e as mães devem levar as crianças nos postos de saúde”, declarou.

Na região, além de Caieiras, Mairiporã, Francisco Morato, Franco da Rocha e Jundiaí estão na relação das cidades que requerem imunização de bebês de 6 a menores de 12 meses.

Depois de terem sido debelados e controlados, casos de sarampo no Brasil voltaram a ser preocupação e governo amplia lista de cidades onde existe foco (Reprodução)

“Dose D”
A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba. A aplicação da chamada “dose D” visa proteger as crianças e não será contabilizada no calendário nacional de vacinação da criança, ou seja, os pais ou responsáveis deverão levar as crianças aos postos para receber a tríplice viral aos 12 meses e também aos 15 meses para aplicação do reforço com a tetraviral, que protege também contra varicela.

Após a aplicação da “dose D”, é preciso aguardar pelo menos 30 dias para aplicação da tríplice aos 12 meses, como prevê o calendário. A relação dos municípios com indicação será atualizada semanalmente, com base na situação epidemiológica. Se necessário, novos municípios serão incluídos nesta estratégica. Os casos entre crianças menores de 12 meses de idade representam 13,6% dos 967 casos existentes no Estado hoje. 80% do total de casos se concentram na capital, com 778.

Vale ressaltar que a campanha de vacinação contra sarampo focada em jovens de 15 a 29 anos continua em 15 municípios da Grande São Paulo. Desde 10 de junho, 1,2 milhão de pessoas nessa faixa etária foram imunizadas. A meta é vacinar 4,4 milhões até o dia 16 de agosto, data de encerramento da campanha.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?