Música
Nelson de Souza Lima » Música
3 semanas atrás

As meninas poderosas do pop funk

Rolou recentemente no Espaço das Américas a 3ª Edição da Festa Combatchy, na qual a carioca Anitta recebe sempre uma convidada especial para uma noite regada a funk, pop e muita ferveção.

As meninas poderosas do pop funk
(Foto: Reprodução)

A cantora de “Vai Malandra” ciceroneou dessa vez a também carioca Ludmila e juntas fizeram a galera, que lotou a casa da zona oeste paulistana, dançar até o chão, rebolar as bundas alucinadamente e fazer as coreografias mais iradas possíveis. Pegação também não faltou. Beijos, selfies, cerveja e alegria nortearam o show que durou pouco mais de duas horas.

No palco que simulou um ringue de boxe as cariocas mostraram toda sua exuberância ladeadas por bailarinos que pareciam feitos de borracha dadas as complexidades das coreografias. Outro ponto alto foi a qualidade do jogo de luzes que conferiu ao show uma qualidade de nível internacional. Produção realmente de prima.

A anfitriã botou todo mundo pra dançar com um repertório irretocável. Cantou as novas “Não Perco meu Tempo” e “Veneno” e os hits “Paradinha”, “Downtown” e “Movimento da Sanfoninha”. Com Ludmila detonou as irresistíveis “Na sua cara” e “Din Din Din”. E como se já não estivesse bom o show ainda contou com a apresentação/surpresa de Luísa Sonza. A cantora mandou “Devagarinho” para deleite dos fãs. A brodagem entre elas é grande. Luísa Sonza fez questão de ressaltar o quanto a amizade com Anitta e Ludmila é forte. “Vamos nos unir cada vez mais e que nossa força seja cada vez maior, é um orgulho ver vocês conquistando o mundo”, afirmou Luísa Sonza. Anitta e Ludmila mostraram que são as atuais meninas poderosas do pop brasuca.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?