Bem Estar e Saúde
11 meses atrás

ANS amplia a cobertura dos planos de saúde

Entrou em vigor na terça-feira, 2, a nova cobertura mínima obrigatória estabelecida pela ANS, Agência Nacional de Saúde Suplementar. No total, entre exames, medicamentos, cirurgias e terapias, serão 18 inclusões e ampliações no Rol de Procedimentos para os planos de saúde contratados a partir de janeiro de 1999 ou que foram adaptados à nova legislação (lei nº 9.656/98).

ANS amplia a cobertura dos planos de saúde
(Imagem: Reprodução)

Entre as novidades está a inclusão de medicamento para a esclerose múltipla. Além disso, foram acrescentados remédios para tratamento de cânceres de pulmão, pele, próstata, tumores neuroendócrinos, mielofiborese e leucemia.

Já entre os procedimentos médicos, os planos serão obrigados a oferecer quimioterapia com antiangiogênico e tomografia de coerência óptica para tratamento do edema macular secundário, retinopatia diabética, oclusão de veia central da retina e oclusão de ramo de veia central da retina, assim como radiação para tratamento do ceratocone.

A mudança ainda inclui ainda cirurgia laparoscópica para tratamento de câncer de ovário; cirurgia laparoscópica para restaurar o suporte pélvico; cirurgia laparoscópica para desobstrução das tubas uterinas; cirurgia laparoscópica para restaurar a permeabilidade das rubas uterinas; endoscopia para tratamento do refluxo vesicoureteral, doença relacionada às infecções urinárias em crianças, e terapia imunoprofilática contra o vírus sincicial respiratório.

Todos os clientes de planos de saúde que têm contratos desde de 1999 têm direito à cobertura prevista na nova lista. Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar, as operadoras que não cumprirem a regra estão sujeitas a multa de R$ 80 mil, a cada recusa de atendimento.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?