Caieiras
3 dias atrás

Ambulâncias do SAUR nos trevos agilizam resgates

A iniciativa da prefeitura de Caieiras em colocar ambulâncias em trevos da Rodovia Tancredo de Almeida Neves, SP-332, no trecho que compreende os limites territoriais do município, gerou vários questionamentos quanto aos custos desse serviço que na visão de alguns deveria ser bancado pelo Governo do Estado por se tratar de uma estrada sob responsabilidade dele.

Ambulâncias do SAUR nos trevos agilizam resgates
Ambulâncias ficam disponíveis em trevos da Rodovia que compreende Caieiras. Estratégia possibilita rapidez no atendimento em casos de acidentes (Divulgação/SAUR)

A iniciativa em fazer a matéria ocorreu em razão dos e-mails e mensagens via WhatsApp enviados para a redação. Em meio às dúvidas dos cidadãos, além do custo sobre essa operação, também foi questionado o fato das ambulâncias estarem paradas quando um cidadão pudesse precisar do socorro e assim não contar com o resgate. “Seria interessante saber se existe uma contrapartida do Estado em relação a isso. Essas ambulâncias deveriam atender os munícipes ao invés de ficar parada nas rotatórias”, apontou Edilson Bueno.

Quem também cobrou explicações foi Aline Antunes. Segundo ela, quando um cidadão precisa da ambulância para realizar um procedimento fora do município é um tormento para conseguir. “Já precisamos acionar e conseguimos com muita dificuldade a remoção de um parente”, revelou.

Em busca de respostas paras os questionamentos, ouvimos o prefeito Gersinho Romero e o coordenador da Defesa Civil e do SAUR, Serviço de Atendimento de Urgência, Adriano Udvari.

“A ideia surgiu em conversa com o Secretário de Segurança, Dr. Rodrigo Nery Santiago, e percebi a importância em colocá-las nos trevos. Estão em pontos estratégicos para melhor atender o cidadão. Mesmo em casos de emergências que não remetem a rodovia, conseguimos atender de forma mais rápida. Por exemplo, se alguém solicitar a ambulância no Vera Tereza, temos uma lá perto, ao invés de sair da base que fica no centro da cidade”, disse Gersinho.

Um dos idealizadores da iniciativa, Adriano Udvari, deu mais detalhes de como funciona. De acordo com ele, tudo teve início com o novo planejamento sobre o atendimento de emergência de ambulância no município e a criação do SAUR que nada tem a ver com o SAMU que é de responsabilidade do Estado.

Ocorrências são atendidas com mais rapidez quando a ambulância está em local estratégico. Chances de vida também aumentam (Regional News)

“Como a cidade é cortada por uma rodovia estadual e a cada acidente cabia a nós o socorro, baseado no índice de acidentes sobre locais e horários, em um planejamento muito bem executado, resolvemos deixar uma ambulância em cada trevo da SP-332, nos aproximadamente 10 km de extensão da estrada dentro do município. Elas ficam nesses locais cerca de um hora e meia e depois percorrem os bairros”, declarou.

Segundo o coordenador do SAUR, com essa iniciativa foi possível reduzir o tempo-resposta já que cada viatura tem um radiocomunicador. “Quando a pessoa liga no 192 para relatar um acidente, rastreamos a ambulância mais próxima e direcionamos o atendimento. Conseguimos chegar até a vítima em cinco minutos. Com o trânsito da SP-332 cada vez mais congestionado, essas ambulâncias em pontos estratégicos permitem o atendimento mais rápido”, revelou.

Ainda segundo Adriano, com essa estratégia, foi possível notar ganho também na prevenção de acidentes. Diminuímos o índice. Antes atendíamos três acidentes com motociclistas e caiu para um a cada 15 dias. As ambulâncias estão servindo para prevenção, pois eles desaceleram ao avistar a viatura”, explicou, dizendo que a equipe está apta a fazer qualquer atendimento de socorro, pois passa por constante reciclagem e treinamento com o Corpo de Bombeiros.

Adriano Udvari, coordenador do SAUR e da Defesa Civil (Foto: Cleber Barbosa)

“Penso que o povo de Caieiras é privilegiado com esse serviço. Quem já precisou, atesta nossa eficiência e rapidez na prestação de socorro, comentou, lembrando que é do município a responsabilidade pelo socorro mesmo sendo uma rodovia estadual.

Remoção
Adriano Udvari também aproveitou para esclarecer acerca das remoções que não tem ligação com o SAUR. “Essas ambulâncias não são utilizadas para remoção. Apenas emergências. Para atendimento de enfermos com a necessidade de locomoção para outra cidade, o interessado deve entrar em contato com o telefone 4442-7364. É outro setor que dispõe de mais ambulâncias para fazer esse serviço”, concluiu.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?