Música
Nelson de Souza Lima » Música
4 meses atrás

A nova onda do É o Tchan

O É o Tchan, um dos maiores sucessos da música brasileira de meados dos anos 90 e começo dos 2000 está de volta e cheio de novidades. Fenômeno do pagode baiano o grupo liderado por Beto Jamaica e Compadre Washington firmou parceria com o Kwai, importante aplicativo gratuito para compartilhamento de vídeos online.

A nova onda do É o Tchan
Foto: Divulgação

Uma vez que o mercado da música mudou bastante nos últimos anos, a migração do formato físico (vinis e CDs) para o virtual (plataformas digitais) é excelente alternativa para os artistas divulgarem seus trabalhos. É muito comum nos dias de hoje as pessoas ouvirem música em celulares nas diferentes plataformas e de fácil acesso.

Em recente coletiva virtual na qual participaram Jamaica, Washington e o Diretor de Conteúdo do Kwai, Wladimir Winter, os caras falaram da parceria cujo primeiro produto é o clipe “Encaixadinha”, disponível na mídia desde 26 de fevereiro. “Enxergamos no Kwai uma grande oportunidade de alcançar muitas pessoas de todo o Brasil.

O Kwai tem a nossa cara porque traz conteúdo de forma leve e divertida e essa alegria sempre foi a premissa do É o Tchan”, disse Jamaica. Para Wladimir Winter a parceria faz parte da ideia do Kwai apresentar aos usuários cada vez mais conteúdo. “É uma grande honra trabalhar com essa banda consagrada e trazer um pouco da música baiana para dentro do app”, atesta.

O grupo que vendeu em torno de 19 milhões de cópias em todo o planeta se rende agora ao mundo virtual na certeza de milhares de visualizações. “Queremos fazer as pessoas felizes num formato ou outro. Com o Kwai movimentaremos o Brasil”, conclui Beto Jamaica.

Siga o Rnews nas redes sociais

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?